Atualizado em: 10 junho 2011

Feirão de Passagens Aéreas 2011

Se você pretende viajar em 2011, não pode perder o Feirão de Passagens Aéreas que diversas companhias fazem durante todo o ano. Com os descontos oferecidos é possível economizar muito na sua viagem.

Cada vez mais pessoas viajam de avião graças aos feirões.As férias de julho de 2011 já estão aí e este é o melhor momento para planejar sua viagem. Com quase um mês de antecedência, é possível pesquisar com calma, os melhores preços de passagens e hospedagem. Atualmente a internet é a melhor maneira de encontrar preços que caibam no seu orçamento. Sem contar de que as companhias aéreas constantemente realizam feirões de passagens aéreas on line, com ofertas para vários destinos a preços convidativos.

Normalmente funcionam como uma oferta relâmpago, como a oferecida nesta semana pela companhia WebJet, que está com tarifas promocionais por 48 horas, a partir da meia noite do dia 08 para 09 de junho. Os preços por trecho custam a partir de R$ 49,99, para voos até o dia 15 de junho.

publicidade:

As compras feitas via web costumam ser mais vantajosas pelo custo de sua operação, pois o cliente tem a comodidade de adquirir sua passagem no local e no horário em que bem entender. Dessa forma, as companhias aéreas reduzem seus custos com seus locais de vendas físicos, pois possuem encargos bem mais altos, como o salário de funcionários.

Concorrência ajudou a baixar preço de tarifas

Com a vinda de novas companhias aéreas no mercado, nos últimos cinco anos como a Azul, Trip e WebJet, que pregam o sistema “low cost, low fare”, propagado em todo o mundo, que visa oferecer tarifas aéreas mais baixas e acessíveis a todas as classes sociais. Isso se deve com a redução de alguns serviços considerados clássicos das empresas aéreas, como o serviço de bordo, servido de forma opcional, e cobrado à parte.

Para concorrer com os preços mais baixos dessas novas companhias aéreas, empresas já estabelecidas no mercado, como a Tam e Gol, tiveram que enfrentar a dura concorrência que estava abocanhando uma generosa fatia de mercado, a emergente classe C, que passou a consumir mais, e consequentemente a viajar mais, graças à estabilização da economia brasileira.

Dessa forma, ganha o consumidor, que tem a oportunidade de comprar passagens aéreas pelo preço quase que equivalente a uma passagem rodoviária para o mesmo destino. Com a economia da passagem, o turista pode escolher por um hotel mais confortável e comprar mais presentes para a família quando voltar de viagem.

 

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook