Atualizado em: 4 maio 2011

Brasil terá canal Nickelodeon em HD

A MTV Networks Latino América trará para o Brasil em junho de 2011, o canal Nickelodeon em alta definição (HD). O Nick HD será vendido como "conteúdo premium" pela SKY.

nick_hdA MTV Networks Latino América, uma unidade da Viacom, anunciou hoje o lançamento do Nickelodeon HD, primeiro canal infantil em alta definição. O canal vai ao ar oficialmente no dia 01 de junho e estará disponível em toda a América Latina, inclusive no Brasil.

“A Nickelodeon tem uma forte ligação com as crianças e adolescentes que são grandes fãs de tecnologia e esperam que nós ofereçamos conteúdo de uma forma inovadora”, disse Álvaro Paes de Barros, vice-presidente de Distribuição da MTV Networks Latino América e CEO da Viacom Networks Brasil. “O lançamento da Nickelodeon HD satisfaz as necessidades do nosso público na região e reforça a nossa carteira global e local.”

publicidade:

No Brasil, a Viacom também distribui o canal em alta definição VH1 HD, lançado em dezembro de 2010. O Nickelodeon HD estará disponível no Brasil através da operadora SKY. No México, poderá ser visto através dos maiores operadores de TV a cabo do mercado. O canal já está em negociações avançadas com operadores de TV paga no Chile, Colômbia, Peru e Venezuela.

Com uma programação de alta tecnologia, o Nickelodeon HD tornará real a ideia da Viacom de fornecer seu conteúdo em um formato premium (leia-se mais caro).  A grade de programação do Nick HD contará com vários dos programas conhecidos na Nickelodeon, incluindo Bob Esponja, iCarly, Pinguins de Madagascar, True Jackson, Big Time Rush, Os Padrinhos Mágicos, Barnyard e Victorious.

“Existe hoje em nível mundial, um alto nível de tecnologia envolvida na criação de conteúdo promocional e na identidade do canal”, disse Jimmy Leroy, vice-presidente criativo da Nickelodeon Latino América. “Poder contar com este novo canal em HD, demonstra um crescimento substancial na região, o que significa estar sempre à procura de inovação tecnológica e criativa”.

Este editor sempre fica perplexo com a forma de lidar com as coisas do mundo empresarial em relação a tecnologias que virão para ficar. Mesmo sabendo que daqui há algum tempo, até nas prisões poderão ser encontrados televisores HD, e ainda considerando que a tecnologia já existe e está disponível, é desapontador ver que as melhorias tecnológicas são vendidas como “conteúdo premium”.

Quem não se lembra da época em que a operadora Vivo bloqueava os celulares para ninguém conseguir mudar um simples toque. Todos tinham que comprar toques da Vivo, a despeito dos fabricantes produzirem celulares que permitiam ao usuários personalizá-los como quisessem via cabo. Este é o “conteúdo premium” na visão gananciosa do mercado.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook