Atualizado em: 23 agosto 2013

Programa Espacial Brasileiro: O que o Brasil desenvolve

A Agência Espacial Brasileira (AEB) e o Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE) trabalham em conjunto para lançar o Veículo Lançador de satélites (VLS)-1 com uma carga útil, já nos próximos anos.
Você Sabia?
Que Arqueólogos afirmam ter identificado micrólitos de 71 mil anos na África do Sul, os mais antigos conhecidos
publicidade:
Programa Espacial Brasileiro 1

Programa Espacial Brasileiro é um termo genérico que compreende a pesquisa e o desenvolvimento das tecnologias de veículos lançadores

O Programa Espacial Brasileiro é reconhecido internacionalmente por ter uma base sólida no desenvolvimento na área de engenharia e tecnologia, além da infraestrutura de apoio às atividades espaciais e por possuir muitos observatórios e laboratórios de pesquisa.

O Brasil começou a desenvolver atividades espaciais na década de 60, sendo que o primeiro Centro de Lançamento (CLBI) foi construído em 1965. Já em 1967, um foguete de sondagem foi lançado na atmosfera, e em 1993, o primeiro satélite do Brasil chegou à órbita do planeta.

publicidade:

Sobre o Programa

O Programa Espacial Brasileiro desenvolve a aplicação de tecnologias utilizadas em suas pesquisas espaciais e as utiliza em áreas de grande impacto social-econômico, como telecomunicações, meteorologia e imagens do planeta. Mas o Programa Espacial Brasileiro ainda desenvolve foguetes de sondagem e lançadores de satélites. Onde os foguetes de sondagem são utilizados nas missões de exploração do espaço que podem lançar cargas úteis, como experimentos científicos e tecnológicos. Já os lançadores de satélites são artefatos capazes de lançar satélites de 100 à 300 Kg à uma altura de 200 à 1.000 Km.

A Agência Espacial Brasileira que é responsável pelo Programa Espacial Brasileiro, é também responsável por coordenar o Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) e o Centro de Lançamento Barreira do inferno (CLBI), além de gerenciar as atividades do Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE) que é vinculado ao Centro Técnico Aeroespacial (CTA).

publicidade:

Você também vai gostar disso!

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook