Atualizado em: 6 maio 2011

Pesquisadores criam um celular flexível

Pesquisadores canadenses criam protótipo de um telefone inteligente feito de papel eletrônico flexível, trata-se do Paper Phone que promete acabar com o papel.

Paper PhoneO “PaperPhone” pode executar as mesmas funções que um celular convencional, como fazer e receber chamadas, enviar mensagens de texto, tocar música e exibir e-books.

O gadget efetua diferentes funções, dependendo da forma que é manuseado, se é dobrado para dentro ou para fora, ou se é flexionado nos lados ou cantos.

publicidade:

Este tipo de tecnologia estará disponível comercialmente em cerca de 5 anos, diz seu criador, Roel Vertegaal.

O dispositivo é produto da colaboração entre pesquisadores da Human Media Labde da Universidad de Queen, no Canadá, e o grupo de pesquisa ambiental da Universidade do Estado do Arizona.

“Este dispositivo se vê, sente e funciona como um pequeno jornal interativo”, afirmou Vertegaal. “Você interage com ele ao dobrá-lo; tocando os cantos as páginas passam ou você pode escrever nele com uma caneta.”

O protótipo tem espessura de 10 mm e é baseado na mesma tecnologia da tinta eletrônica encontrada no tablet Kindle, da Amazon, mas de uma forma que permite que ele rode em sensores flexíveis.

Ele também tem uma tela sensível ao toque que reproduz os desenhos e os textos que são escritos na mesma.

O protótipo foi criado para investigar se era fácil controlar um dispositivo apenas dobrando e flexionando. A primeira versão se conecta a um computador portátil para gravar os movimentos que os usuários fazem ao flexioná-lo.

Vertegaal prevê que o uso do Paper Phone poderia fazer do escritório sem papel uma realidade.

O dispositivo será exibido em 10 de maio na conferência de Interação Informática Humana, realizada em Vancouver, Canadá.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook