Atualizado em: 3 maio 2011

O maior mapa 3d do universo

Pesquisadores do Brookhaven National Laboratory elaboraram o maior mapa 3D do universo que "enxerga" até 12 bilhões de anos-luz do universo conhecido.

mapa-3d-universoA última criação recente de diversos cientistas do Brookhaven National Laboratory foi a elaboração do maior mapa 3D do universo já criado. O mapa cobre uma faixa que abrange entre 10 e 12 bilhões de anos-luz de distância, e poderia finalmente dar as respostas para muitas questões da ciência, incluindo a natureza da energia escura ou a localização de galáxias além dos 7 bilhões de anos-luz (o recorde anterior de um mapa com as mesmas características).

Para a elaboração do mapa, os cientistas se basearam na poderosa luz emitida por uma área específica do universo, conseguindo assim o mapa mais profundo no tempo jamais criado. As nuvens de hidrogênio podem ajudar a responder algumas das grandes questões sobre o universo.

publicidade:

O instrumento utilizado para criar o mapa, o Barion Oscilation Spectroscopic Survey (também chamado como BOSS), é um telescópio polivalente, capazes de analisar a luz de quasares (fonte astronómica de energia eletromagnética, incluindo a luz visível e frequências de rádio) de forma individual. Anze Slosar, pesquisador chefe do projeto, explicou:

Buscamos uma partícula que nos forneça dados que podem nos dizer o quão rápido o universo está se expandindo, e a que velocidade. Até agora nós não temos dados suficientes para isso, mas espero encontrar em breve. Quasares são galáxias extremamente brilhantes que estão muito longe. No centro de cada um deles, um buraco negro está se alimentando de matéria. Esta matéria é aquecida a temperaturas muito altas e brilham muitíssimo. Isso nos permite vê-los de uma distância tremendamente grande.

O que conseguimos com este mapa em 3D é avançar para traçar o desenvolvimento de aglomerados de galáxias entre 10 e 12 bilhões de anos-luz, analisando 14.000 dos cerca de 160.000 quasares conhecidos, estimando que até 2014 chegarão a 60.000. Os dados permitirão aos astrônomos, grandes avanços e provavelmente possibilitará novas descobertas neste campo da ciência.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook