Atualizado em: 4 agosto 2011

Microsoft cria concurso antipirataria

Para tentar criar novas formas de combater a pirataria, a Microsoft oferece um prêmio de 200 mil dólares para desenvolvedores que criarem novas soluções neste campo.

Microsoft cria concurso antipiratariaA Microsoft lançou na quarta-feira (3), um concurso para desenvolvedores que oferece 200 mil dólares para quem encontrar soluções eficazes para combater questões relacionadas a pirataria.

O prêmio “BlueHat” foi anunciado na feira de segurança em informática Black Hat, que ocorre anualmente em Las Vegas.

publicidade:

“A Microsoft está ciente da necessidade de estimular a pesquisa no campo da tecnologia relacionada com a segurança defensiva para informática”, disse um funcionário da empresa gigante de tecnologia, Matt Thomilson. “Nossa preocupação é promover o desenvolvimento de soluções inovadoras, ao invés de identificar problemas específicos “, acrescentou.

O ​​concurso BlueHat busca soluções contra ataques direcionados contra a memória do computador e é aberto a pesquisadores, profissionais de segurança de computadores e até mesmo os jovens apaixonados por computação de todo o mundo.

“O valor desse prêmio vai além do dinheiro… não só inspira a atual geração, mas também a próxima “, disse Katie Moussouris, responsável pela estratégia de segurança da Microsoft.

Um grupo de especialistas da Microsoft irá escolher os vencedores dos prêmios. O primeiro lugar leva 200 mil dólares, o segundo sai com 50 mil dólares $ 200.000 além de um bônus para assinar serviços da Microsoft, e o terceiro lugar receberá 10 mil dólares.

Os ganhadores do concurso, cujas regras já estão disponíveis no site bluehatprize.com, serão anunciados na edição da feira Black Hat do ano que vem.

Além dos prêmios, os vencedores terão sobre si uma atenção muito especial. A visibilidade deste concurso, proporcionará aos ganhadores, oportunidades ímpares de conseguirem excelentes empregos neste setor. É uma chance de ouro.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook