Atualizado em: 15 julho 2011

Jogos em redes sociais geram fortunas

O CEO da Silicon Knights disse que não vê futuro nos investimentos em jogos sociais e os riscos que estão assumindo as empresas como a Zynga são muito altos.

pet-society-playfishO crescimento que a indústria de videojogos está experimentando nas redes sociais está gerando dois tipos de “profetas”: aqueles que acham que é os jogos sociais são o futuro e aqueles que pensam ser apenas um modismo. No segundo grupo,  encontra-se o fundador da desenvolvedora de jogos Silicon Knights, Dennis Dyack, que acredita ser uma bolha que está inflacionando por causa dos investimentos, mas vai explodir.

“Os jogos em redes sociais vão ser a próxima bolha na indústria de videogames”, disse o desenvolvedor de “Metal Gear Solid: Twin Snakes” para o site Industry Gamers. Dyack acredita que o investimento econômico que está sendo feito nos jogos sociais, em referência a casos como a Zynga (FarmVille, CityVille, etc), avaliada em 10 bilhões de dólares é “excessivo” e ultrapassa os benefícios reais obtidos até o momento

publicidade:

Como resultado, acredita que a indústria “não vai resistir à falta de retorno econômico”, devido à enorme quantidade de dinheiro gasto até agora.

“A tendência que vejo, é que provavelmente vai ser uma das maiores bolhas que nossa indústria já viu em muito tempo e creio que, quando explodir, terá consequências severas”, disse Dyack.

Da mesma forma, o CEO da Silicon Knights disse que não vê futuro nestes investimentos e os riscos que estão assumindo as empresas como a Zynga são muito altos.

Desenvolvedores tradicionais, como a Electronic Arts que comprou a Playfish, têm sido lentos para embarcar no “bonde” dos jogos sociais. A Activision, em particular, tem sido duramente criticada por especialistas da indústria por estar praticamente ignorando a plataforma social e de jogos para celular.

Dyack acredita que outros desenvolvedores de jogos estão mais alinhados com a Activision do que nós pensamos, mas foram “reticentes” para expressar seus pontos de vista sobre os jogos sociais. “Eu não vejo a Nintendo ir para aquele espaço, por exemplo. Existem muitos desenvolvedores não vão entrar nessa plataforma”, disse para o site Industry Gamers.

Fonte: Industry Gamers

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook