Atualizado em: 15 julho 2011

Japão cria língua virtual

O dispositivo pode ser programado para armazenar alguns beijos e, em seguida, enviá-los ou “ser beijado” há milhares de quilômetros, via Internet.

lengua_1Um mundo onde veremos se tornar real a possibilidade de interagir com outros seres humanos de forma completamente virtual, incluindo o sentido do tato, está cada vez mais próximo. Essas novidades tem tudo para continuar saindo do Japão, um país onde as interações sociais, principalmente entre homem e mulher estão longe de ser tão “fluídas” como no Brasil.

Os japoneses são vidrados em sex shops, onde são vendidos os mais extravagantes instrumentos para proporcionar prazer solitário. A última invenção que se tornou conhecida na terra do sol nascente, é uma “língua eletrônica”.

publicidade:

O dispositivo sente os movimentos da língua do usuário e os reproduz em outro dispositivo situado à distância na boca de outra pessoa, talvez a milhares de quilômetros de distância, via Internet. Ou seja, serve para dar e receber beijos. É perfeito para os amantes virtuais. Além disso, pode ser programado para armazenar alguns beijos e, em seguida, enviá-los ou “ser beijado” sempre que quiser.

O dispositivo precisa melhorar, porque a “língua” não passa de um tubo plástico que gira, que pouco tem a ver com a textura de uma língua real, não sendo capaz de torcer e mudar de forma como o órgão de um ser humano. “Os elementos de um beijo incluem o respirar e a umidade da língua”, disse Takashi. “Se nós conseguirmos recriar esses aspectos, acho que teremos um dispositivo muito poderoso”, diz ele. O primeiro passo já foi dado.

Por mais que eu tente explicar, confesso que é quase impossível imaginar o dispositivo, então vejam o vídeo abaixo, capaz de explicar o funcionamento muito melhor do que eu.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook