Atualizado em: 2 março 2012

IBM despede mais de 1.200 trabalhadores nos Estados Unidos

A maioria das demissões parece se restringir aos Estados Unidos, com uma alta concentração na unidade da IBM Global Technology Services.
Você Sabia?
A IBM fabrica e vende Hardware e Software, oferece serviços de infra-estrutura, serviços de hospedagem e serviços de consultoria nas áreas que vão desde computadores de grande porte até a nanotecnologia. Foi apelidada de "Big Blue" por adota o azul como sua cor corporativa oficial.

A empresa de tecnologia internacional IBM demitiu mais de 1.200 funcionários durante esta semana, e parece que despedidas chorosa irão continuar a ocorrer ao longo dos próximos dias.

O grupo de defesa dos trabalhadores da IBM, chamado Alliance@IBM, trouxe à luz esta notícia, revelando os dados do ocorrido. O número de demissões aumentou de 800 para 1.000 desde segunda-feira, quando o site registrou 1.202 funcionários demitidos.

publicidade:

Fachada de prédio da IBMA maioria das demissões parece se restringir aos Estados Unidos, com uma alta concentração na unidade da IBM Global Technology Services.

Os números publicados no site do grupo de empregados, mostram que desde 2005 o número de trabalhadores da IBM nos Estados Unidos caiu consideravelmente, diminuindo de 133 mil empregados em 2005, para 98 mil em 2011.

IBM não se pronuncia

A IBM, por sua vez, se recusou a responder os questionamentos da imprensa sobre o fato.

A Alliance@IBM, organização que se define como destinada a “preservar e reforçar os direitos e benefícios da empresa”, diz em sua página que sua intenção é falar para com acionistas, governo e mídia, com o objetivo final de chegar a uma negociação coletiva com a IBM.

Aliança de trabalhares diz que irá pressionar

“Nós vamos construir a nossa união agora e desafiar a IBM sobre os muitos problemas que enfrentam os trabalhadores, relacionados com as condições de trabalho e políticas da empresa”, disse a organização.

A IBM, uma empresa de tecnologia que existe desde antes da segunda guerra mundial, mantém uma presença corporativa relevante, porém, com o boom tecnológico pós anos 90, a companhia tem enfrentado concorrência cada vez mais expressiva.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook