Atualizado em: 10 janeiro 2011

Homem de Ferro está virando realidade

Neste artigo você vai ter um déjà vu. Uma dica: filmes de ação hollywoodianos. Um deles é a empresa japonesa de nome Cyberdyne, o mesmo nome da empresa fictícia que tentava reproduzir o chip do Exterminador do Futuro. A outra é o exosqueleto que a empresa real fabrica, e nos remete à um futuro onde Homens de Ferro semelhantes ao filme podem se tornar realidade.

publicidade:

A Cyberdyne fabrica o exosqueleto robótico HAL, sigla de “hybrid assistive limb” e o exército norte-americano ficou tão interessado no produto desta empresa, a ponto de pensar em adquirí-lo. Segundo o exército, a aplicação do HAL seria em situações médicas como reabilitação de soldados com capacidade de locomoção reduzida.

As pernas do robô pesam cerca de 10 quilos e são autossustentadas (olha a nova regra ortográfica aí). Ele se move no máximo com a 6 KM/h por no máximo 1,5 horas, capacidade máxima da sua bateria.

O exosqueleto regista os impulsos nervosos da pessoa que o “veste” para criar um movimento de locomoção natural controlado pelo cérebro.

Já existem cerca de 160 destes dispositivos em operação no Japão, principalmente em hospitais, justamente ajudando pessoas com dificuldade de locomoção.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook