Atualizado em: 28 março 2011

Google não libera código do Android Honeycomb

A Google decidiu não disponibilizar o código fonte do seu sistema operacional Android Honeycomb para os desenvolvedores.

Android HoneycombA Google decidiu não disponibilizar o código fonte do seu sistema operacional Android Honeycomb para os desenvolvedores. A empresa confirmou que neste momento eles não querem que desenvolvedores terceiros possam acessar o material e adaptar o software para outros dispositivos.

No futuro próximo, a Google não tem planos de tornar esta informação disponível para o desenvolvedores particulares.

publicidade:

O sistema aberto da Google se fechou um pouco. Se especula que uma adaptação da versão oficial do Android 3.0 para smartphones que terá o nome de Icecream. Alguns usuários não queriam esperar e haviam tentado personalizar o sistema particular de tablets para um smartphone. A Google parece gostar da ideia e confirmou que não irá disponibilizar para os usuários, o código-fonte do Android Honeycomb.

 

ESTRATÉGIA

No futuro próximo, a Google não tem planos de disponibilizar essas informações aos desenvolvedores particulares, conforme publicado pelo Bloomberg em seu site. O código do sistema operacional para tablets só estará disponível para fabricantes. A Google quer que as grandes marcas continuem apostando em seu sistema e, portanto, permitir-lhes acesso à sua tecnologia.

O líder do grupo do Android, Andy Rubin, disse que a intenção da empresa é evitar que o sistema seja adaptado prematuramente a dispositivos que não estão preparados para isso e, com isso, criar uma imagem experiência ruim que geraria uma imagem negativa.

 

DECLARAÇÕES

Andy Rubin procurou também defender a posição da Google e garantir que “o Android ainda é um projeto open source”. Rubin resumiu o problema com a declaração: “Nós não mudamos nossa estratégia.”

“Não queremos pensar sobre o que seria necessário para que este software funcionasse em telefones. Teria exigido muitos recursos adicionais e expandimos nosso plano de negócios para além do que nós pensamos que era razoável. Então, nós pegamos um atalho”, disse Rubin.

O atraso na abertura do código do favo de mel, que pode durar meses, representa um revés para os desenvolvedores de software e fornecedores de tecnologia de pequeno porte que usam o sistema operacional Android para seus negócios.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook