Atualizado em: 22 junho 2011

Google Chrome terá VoIP nativo

Google planeja tomar o posto do Skype no campo da videoconferência e VoIP. O navegador Chrome ganhará suporte nativo a áudio e vídeo com a tecnologia WebRTC.

Google Chrome terá VoIP nativoA Google está em processo de desenvolvimento de uma ferramenta que visa tomar o posto que o Skype tem no campo da videoconferência via VoIP. A empresa de Mountain View confirmou que a tecnologia WebRTC, adequada para chats de áudio e vídeoconferências, em breve chegará ao Chrome.

O objetivo da Google é que a RTC (Real-Time Communications) se torne um padrão de referência no campo da videoconferência via VoIP e as empresas possam integrá-lo facilmente em suas páginas da web.

publicidade:

Deste modo, a ferramenta da Google se tornaria o principal concorrente do Skype, cujo processo de compra pela Microsoft já foi aprovado pelo órgão regulador norte-americano, só restando alguns detalhes burocráticos.

A ideia de criar uma ferramenta para videoconferência em tempo real, foi confirmada quando a Google concluiu a aquisição da Global IP Solutions (GIPS), em 2010, uma empresa especializada em telefonia via Internet e videoconferência.

A principal vantagem do serviço que a Google pretende integrar ao seu navegador Chrome, é que não precisa de um programa específico para seu funcionamento. Não é assim no caso do Skype, que nos obriga a acessar o site e baixar um software específico para vídeoconferência.

Um programador da Google, Henrik Andreasson, citado pelo site especializado em tecnologia CNET, disse sobre o lançamento do serviço: “Nosso objetivo é permitir ao Chrome comunicações em tempo real (RTC) por meio de recursos como um simples Javascript API.”

“Estamos trabalhando duro para oferecer suporte completo para o RTC no Chrome, adaptado para as alternativas oferecidas pelo WebKit (o motor do Chrome) visando termos áudio e vídeo nativos”, disse Andreasson.

A tecnologia WebRTC usa dois codecs de áudio da Global IP Solutions (GIPS), a empresa que a Google adquiriu no ano passado, e o vídeo é baseado em seu próprio codec VP8.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook