Atualizado em: 28 janeiro 2012

Funcionários da Foxconn ameaçam com suicídio coletivo

Em várias ocasiões, má conduta foi identificada em suas fábricas, como o trabalho infantil confirmado pela Apple ou cláusulas nos contratos para que os usuários não se suicidem
Funcionários da Foxconn

Funcionários da Foxconn

Mais de 300 funcionários na fábrica da Foxconn em Wuhan, que produz o Xbox, ameaçaram um suicídio em massa. Os trabalhadores têm recorrido a ameaças depois que o gerente da fábrica quebrou sua palavra sobre a indenização por deixar seus empregos. A Microsoft, por sua vez, disse que vai investigar a situação na fábrica para ver se a Foxconn violou seu código de conduta.

A empresa Foxconn tornou-se famosa por ser uma das principais fabricantes de eletrônicos de consumo no mundo, inclusive eletrônicos da Apple, mas volta e meia está envolvida em controvérsias sobre suas condições de trabalho e violação de leis ambientais. Durante 2009 e 2010, vários trabalhadores da Foxconn se suicidaram, o que disparou um alarme sobre as condições de trabalho nas fábricas da empresa.

publicidade:

Em várias ocasiões, má conduta foi identificada em suas fábricas, como o trabalho infantil confirmado pela Apple ou cláusulas nos contratos para que os usuários não se suicidem. No entanto, a Foxconn continua a operar normalmente, e novas irregularidades vieram a tona.

Funcionários da Foxconn

Funcionários da Foxconn

Desta vez, os problemas podem custar a vida de mais de 300 trabalhadores, que em 2 de janeiro ameaçaram pular do último andar de um prédio da Foxconn em um suicídio coletivo. Segundo o site Kotaku, os trabalhadores são da usina Wuhan, que fabrica o Xbox da Microsoft .

O incidente surgiu depois que os funcionários pediram um aumento de salário. O responsável pela planta de produção de Wuhan disse que iria atrasar o aumento do salários até o ano novo, mas em janeiro, se recusou a cumprir com a promessa. Aos trabalhadores que cobraram o aumento prometido, lhes foi proposto continuar trabalhando pelo mesmo salário ou deixar a empresa após o pagamento de uma indenização por desemprego.

Os mais de 300 trabalhadores que escolheram a segunda opção, abandonar a Foxconn em troca de uma compensação, foram alvo de uma desagradável surpresa: eles não receberiam qualquer indenização. Como forma de pressão sobre a Foxconn e o gerente da fábrica, os trabalhadores subiram para o andar superior de um prédio da empresa e ameaçaram cometer suicídio em massa como forma de protesto.

Prefeito evita suicídios

Durante o clímax do protesto, em momentos de elevada tensão, o prefeito da cidade de Wuhan chegou à fábrica e os trabalhadores desistiram do suicídio.

Funcionários da Foxconn

Funcionários da Foxconn

É mais um golpe para a imagem da Foxconn, mas que também afeta a Microsoft porque ela é a contratante da fábrica onde se produz o seu console Xbox. Por esta razão, a empresa informou que irá investigar os incidentes.

Microsoft divulga nota

“A Microsoft leva muito sério as condições de trabalho nas empresas que fabricam seus produtos e estamos investigando o problema. Temos um rigoroso código de regras de conduta que explicam as nossas expectativas e nós acompanhamos de perto as condições de trabalho, e tratamos dos problemas que possam surgir. A Microsoft está comprometida com um tratamento justo e com a segurança dos trabalhadores empregados por nossos fornecedores”, explicou a empresa de Redmond.

Opinião

Familiar de funcionário da Foxconn que cometeu suicídio em fábrica do iPad

Familiar de funcionário da Foxconn que cometeu suicídio em fábrica do iPad

Este é o primeiro incidente na Foxconn que envolve a Microsoft, pelo que, devemos dar a empresa um voto de confiança e esperar que faça a pressão necessária para que as condições de trabalho sejam, no mínimo, dignas.

Por outro lado, a Apple é reincidente. Mais de uma vez aconteceram problemas desta natureza envolvendo as fábricas da Foxconn que produzem o iPhone e iPad, sem falar em infrações ambientais que assustaram até os Chineses, que não se preocupam muito com o meio ambiente.

Em um mundo onde o próximo só tem algum valor se estiver tão próximo que se torne inoportuno, que os proprietários de iPhones e iPads usem seus equipamentos sabendo o quão penoso foi para trabalhadores chineses o produzirem por um salário insignificante e submetidos a condições de trabalho tão degradantes, que o suicídio é considerado como uma opção.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook