Atualizado em: 21 setembro 2011

Eletricidade no cérebro acelera aprendizado

Pesquisadores da Universidade de Oxford, na Inglaterra, descobrem que uma corrente elétrica de baixa intensidade acelera o aprendizado e trabalham para aprimorar a tecnologia.
Universidade de Oxford

Universidade de Oxford

De acordo com o site da BBC Brasil, estímulos elétricos no cérebro podem acelerar a velocidade de aprendizado, conforme constatado por cientistas britânicos da Universidade de Oxford, uma das cidades mais famosas entre os turistas e um dos destinos mais procurados da Europa.

Eles estudaram cérebros de pessoas que sofreram derrames e os compararam com os de pessoas saudáveis.

publicidade:

Segundo os cientistas, uma corrente elétrica de baixa intensidade em áreas específicas do cérebro, aumentam sua atividade tornam o aprendizado mais fácil. A equipe liderada pela cientista Heidi Johansen-Berg apresentou a pesquisa durante British Science Festival, realizado em Bradford, Inglaterra.

O aumento da atividade cerebral foi constatado por meio de ressonância magnética durante o monitoramento de pessoas vítimas de derrames, enquanto eram submetidas a esforços de recuperação de sua capacidade motora.

Com a descoberta, os pesquisadores avaliam a possibilidade de estimulação elétrica externa para acelerar o processo de recuperação de pacientes que sofreram sequelas.

Os pesquisadores descobriram ainda que o cérebro de pessoas saudáveis também demonstra incremento na capacidade de aprendizado quando submetido a mesma técnica aplicada à pacientes de derrame.

“Um aumento na atividade das células do cérebro as torna mais suscetíveis ao tipo de mudança que ocorre durante o aprendizado”, disse Johansen-Berg, membro da equipe de pesquisas.

A pesquisa agora ganhou uma nova ramificação que procura melhorar o aprendizado na educação com o posicionamento de eletrodos em locais diferentes do crânio, de forma que a corrente elétrica atinja a área desejada do cérebro. A portabilidade dos equipamentos e seu custo relativamente baixo contribuirão para que a tecnologia, se efetiva, se prolifere rapidamente.

Fonte: BBC Brasil

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook