Atualizado em: 28 janeiro 2012

Dono do MegaUpload se escondeu em quarto blindado

Mais surpreendente que o poder exercido pelos Estados Unidos em outros países do mundo menos favorecidos, foram os eventos da prisão de Schmitz, acusado de pirataria e lavagem de dinheiro.
Dim Dotcom, fundador do MegaUpload na extrema direita, junto com três funcionários da empresa

Dim Dotcom, fundador do MegaUpload na extrema direita, junto com três funcionários da empresa

O MegaUpload foi fechado, e os Estados Unidos, de alguma forma, consegui que o fundador do portal de downloads MegaUpload, Kim Schmitz, fosse preso do outro lado do mundo, na Nova Zelândia.

Mais surpreendente que o poder exercido pelos Estados Unidos em outros países do mundo menos favorecidos, foram os eventos da prisão de Schmitz, acusado de pirataria e lavagem de dinheiro.

publicidade:

A polícia da Nova Zelândia polícia cumpriu o mandado de prisão na casa de Schmitz, apelidada de “Dotcom Mansion  e apreendeu vários carros de luxo, incluindo um clássico Cadillac rosa e um Rolls Royce Phantom 1959, e uma arma que parecia uma espingarda.

Dono do MegaUpload se trancou em quarto blindado

Veículo policial da Nova Zelândia

Veículo policial da Nova Zelândia

De acordo com o inspetor Grant Wormald, Dotcom, como é conhecido o fundador do MegaUpload, se refugiou em um quarto blindado quando a polícia chegou.

“O Sr. Dotcom entrou em sua casa e acionou vários dispositivos eletrônicos de proteção”, disse ele. Uma vez que os códigos foram desativados pela polícia, se refugiou dentro de uma sala de blindada. Quando os agentes policiais conseguiram entrar, o encontraram com uma arma que parecia uma escopeta de caça.

Dotcom foi detido em uma das várias operações policiais realizadas em Auckland, em resposta a um pedido feito pelas autoridades norte-americanas, que pediram a extradição de Dotcom e outros funcionários do MegaUpload.

As autoridades dos Estados Unidos fecharam o portal de downloads MegaUpload por considerá-lo parte de “uma organização criminosa responsável por uma vasta rede de pirataria mundial que tem causado mais de 500 milhões de dólares em perdas por infringir direitos autorais.

image

Nova Zelândia não vai acusar o MegaUpload

No entanto, autoridades da Nova Zelândia não tem planos para apresentar acusações formais contra o MegaUpload, embora tendo admitido que a empresa também violou as leis de propriedade intelectual deste país.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook