Atualizado em: 22 junho 2011

Criado primeiro mapa de densidade do gelo no Ártico

Orbitando a 717 quilômetros da Terra, o satélite CryoSat 2 da Agência Espacial Europeia, foi peça fundamental para a criação do primeiro mapa de densidade do gelo do Ártico.

Criado primeiro mapa de densidade do gelo no ÁrticoA Agência Espacial Europeia (ESA) publicou dados da missão do satélite CryoSat-2, através do qual compilaram o primeiro mapa da densidade do gelo no Oceano Ártico e cuja análise será essencial para entender melhor como a mudança climática afeta regiões polares.

O mapa divulgado pela ESA durante o salão aeronáutico Paris Air Show, em Le Bourget, nos arredores de Paris, foi gerado a partir de dados coletados pelo satélite durante os últimos meses de janeiro e fevereiro.

publicidade:

Suas descobertas “mostram claramente a excelência da missão CryoSat e a grande contribuição para o estudo das regiões polares”, disse a ESA. O CryoSat-2, que orbita 700 km acima do nível do mar, é capaz de medir a densidade da camada de gelo abaixo da linha d’água.

Os resultados desta medição, que vem apenas um ano após seu lançamento, é um “passo importante para cumprir a missão” do CryoSat-2, ou seja, determinar como o gelo branco ártico responde às mudanças climáticas, afirmou em um comunicado da ESA, o cientista Volker Liebig.

O satélite, similar ao dispositivo perdido durante o seu lançamento em 2005, funcionará por um período de três anos, prorrogáveis ​​por mais dois, em uma órbita polar a 717 km de altura, com 92 graus de inclinação em relação ao Equador.

O CryoSat foi criado no âmbito do programa da ESA “Planeta Vivo”, que é concebido para medir a espessura e a superfície do gelo na Antártida, a Groenlândia, a Islândia e as áreas oceânicas em latitudes altas, e para monitorar o gelo em alto mar e em terra.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook