Atualizado em: 28 junho 2011

Avast terá antivírus para Android

A empresa de segurança está preparando sua expansão para dispositivos portáteis e VPN, sem esquecer também um gerenciador de senhas e sistemas de backup.

Avast terá antivírus para AndroidOndrej Vlcek, CTO do Avast, revelou ao site especializado em tecnologia CNET, que a empresa está desenvolvendo um novo produto para dispositivos Android, especificamente para aqueles que estão desbloqueados e com o acesso root liberado.

Entre 15 e 20 por cento dos dispositivos Android, de acordo com Vlcek, estão “rooteados”, ou seja, modificados para permitir privilégios administrativos totais sobre qualquer recurso ou área do aparelho.

publicidade:

Tal como acontece com o iPhone desbloqueado, estes dispositivos podem usar outros aplicativos além daqueles aprovados pelas lojas online oficiais para Android, portanto, estão passíveis de um maior risco de infecções por malware.

Já existem aplicações de segurança para o Android, como o Lookout e outras de empresas mais conhecidas como a Norton ou BitDefender. O Avast, porém,  espera conquistar os usuários com a força da sua marca e recursos adicionais como localização do telefone, controle para os pais, tudo em uma aplicação gratuita.

Avast conseguiu colocar atingir a marca de estar presente em 130 milhões de computadores com um modelo freemium, que oferece gratuitamente um anti-vírus com a possibilidade de obter recursos adicionais pagos. Agora, esperam expandir seus negócios para os sistemas portáteis, com gerenciamento de senhas, serviços de backup e chaves criptográficas que oferecem conexões VPN mais seguras a partir de computadores e telefones.

O VPN é uma área com grandes marcas estabelecidas, mas que perderam prestígio após o ataque a RSA, que resultou em perda de dados de empresas que fabricam equipamentos para o Exército norte-americano, como a Lockheed Martin. Isto poderá favorecer o Avast, que ganhou a confiança de especialistas e usuários com seu antivírus para Windows.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook