Atualizado em: 7 março 2011

Ataques DDoS na Coreia do Sul

Ataques DDoS na Corea do SulCerca de 40 sites sul-coreanos, incluindo a presidência, agências governamentais e instituições financeiras foram atingidas nesta sexta-feira por um ataque maciço para bloquear o seu acesso, sem qualquer dano tenha sido relatado, de acordo com uma grande empresa segurança de computadores deste país.

Sites como o Ministério das Relações Exteriores ou o banco Kookmin, o maior do país, foram atacados às 10hs daquele país (22hs de 03/03, horário de Brasília), com uma técnica frequentemente utilizada por hackers, chamado DDoS (Denial of Service), como informou a empresa de segurança sul-coreano na web, AhnLab.

publicidade:

No entanto, nenhum dano imediato foi relatado em páginas ou servidores atacados, de acordo com fontes da Casa Presidencial sul-coreana.

Espera-se no final da tarde os ataques sejam retomados por computadores infectados ou “zumbis” que tentam colapsar os sites com requisições em massa, em muito maior quantidade que os servidores atacados conseguem suportar.

De acordo com AhnLab, o ataque começou a tomar forma ontem, quinta-feira, com a introdução de códigos de arquivos autorun compartilhados em redes P2P (peer-to-peer), o que coloca o computador do usuário a serviço do “ataque cibernético”.

A Comissão de Comunicações da Coreia do Sul elevou o nível de alerta na internet após o ataque, que também teve como objetivos o site do Ministério da Defesa, da Assembleia Nacional e da Forças Armadas dos Estados Unidos na Coréia.

Esta última tentativa de colapso de vários sites da Coreia do Sul possui características semelhantes àquelas produzidas em junho, que tiveram origem na China, e também em julho de 2009, que se acredita ter sido patrocinada pela Coreia do Norte.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook