Atualizado em: 20 setembro 2011

Aparelho detecta mentira analisando o rosto humano

Cientistas britânicos criam um programa de computador monitora pequenas alterações nas expressões faciais. O índice de acertos é de 67 por cento.

Aparelho detecta mentira analisando o rosto humano

Um novo sistema criado por cientistas da Grã-Bretanha, composto de um software, uma câmera comum e um sensor térmico de alta resolução, consegue detectar mentiras ao analisar pequenas mudanças nas expressões faciais do indivíduo.

publicidade:

A precisão ainda é um problema de acordo com Hussan Ugail, pesquisador chefe do estudo realizado pela Universidade de Bradford, pois o sistema consegue detectar as mentiras em dois terços dos casos, o que corresponde a aproximadamente 67% dos casos.

Os pesquisadores informaram que é improvável que algum software chegue algum dia a experimentar uma margem de acerto de 100%, já que a mentira é detectada indiretamente, pela análise da desconfiança, estresse e medo. No entanto, espera-se chegar a um índice de acertos de 90%.

Hussan UgailAtualmente, o método tradicional de detecção de mentiras é o polígrafo, um instrumento inventado em 1921, muito explorado pelos filmes de Hollywood, e demanda que fios sejam conectados na pessoa analisada.

O novo método analisa pequenas mudanças na expressão facial, como o movimento dos olhos, apertar ou morder os lábios, coçar o nariz, pupilas dilatadas, piscadelas rápidas, respiração acelerada, entre outros.

Até o momento, os testes foram feitos apenas em voluntários, porém há planos de usar o sistema em um aeroporto britânico até o final do ano. Os pesquisadores esperam contar com a ajuda de agentes de imigração experientes. Neste caso, as conclusões do software seriam comparadas as dos agentes.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook