Atualizado em: 22 abril 2011

Acelerador de partículas bate novo recorde

O Grande Colisor de Hádrons (LHC), estabeleceu à meia-noite de quinta-feira (21),um novo recorde mundial para a intensidade do feixe de luz em um acelerador de partículas, disse em um comunicado do CERN, o encarregado da sua operação.

acelerador-particulasO maior acelerador de partículas do mundo, situado entre a França e a Suíça, bateu um recorde mundial ao produzir vários feixe de uma luminosidade sem precedentes, um novo passo na investigação da formação do universo, disse o Centro Europeu de Investigação Nuclear (CERN).

RECORDE

O Grande Colisor de Hádrons (LHC), estabeleceu à  meia-noite de quinta-feira (21),um novo recorde mundial para a intensidade do feixe de luz em um acelerador de partículas, disse em um comunicado do CERN, o encarregado da sua operação.

publicidade:

Com esta conquista, foi batido o recorde anterior estabelecido em 2010 pelo colisor Tevatron, em Chicago, segundo o CERN.

“A intensidade do feixe é a chave para o sucesso do LHC, por isso é um avanço muito importante”, disse o diretor geral do CERN, Rolf Heuer, em um comunicado.

A maior intensidade de luz permite um maior número de colisões de partículas e, portanto, permite obter mais dados científicos para análises. “Quanto mais dados, maior potencial para novas descobertas”, disse Heuer.

OBJETIVO

O objetivo do Grande Colisor de Hádrons, um anel de 27 km de circunferência, localizado a 100 metros de profundidade na fronteira franco-suíça, é entender melhor a formação do universo, recriando as condições imediatamente após o Big Bang.

Antes do dispositivo entrar em operação, críticos manifestaram suas preocupações quanto a natureza um tanto quanto desconhecida das experiências a ser realizadas pelo LHC. Havia (e ainda há), o temor que algum experimento com elementos ainda desconhecidos da matéria, possam desencadear algum tipo de reação que poderia destruir todo o planeta através do colapso da matéria.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook