Atualizado em: 29 agosto 2011

Zelboraf, a nova pílula contra o câncer

A pílula Zelboraf é para pacientes com melanoma em etapa avançada ou inoperável. O melanoma é a principal causa de morte por doenças de pele.

A busca pela cura ou a prevenção do câncer é interminável, A cada ano que passa, a ciência nos apresenta mais novidades para ajudar os pacientes com a doença. Na semana passada, a Administração de Alimentos e Medicamentos (FDA) dos Estados Unidos aprovou a pílula Zelboraf para pacientes com melanoma em etapa avançada ou inoperável, em particular em casos que apresentam uma mutação genética.

Nas próximas semanas o Zelboraf poderá ser lançado. A pílula é voltada para o tratamento de pacientes com tumores cancerosos, dos quais, expressam uma mutação genética chamada BRAF V600E, um tipo de proteína regularizadora do crescimento das células do corpo, que sofre mutações em cerca da metade dos pacientes com melanoma avançado.

publicidade:

Fabricado pela empresa Genentech do Grupo Roche, Zelboraf é o segundo recurso para o melanoma avançado, depois que em março, a FDA aprovou também o Yervoy (ipilimumab), que demonstrou que os pacientes vivem mais tempo ao receber a pílula.

Chegou-se a conclusão de que a pílula Zelboraf é segura e que obtém-se resultado devido a uma prova clínica internacional em 675 pacientes com melanoma em estágio avançado que apresentava mutação, mas que não tinham recebido tratamento algum.

Portanto, para quem possui o câncer de pele ou qualquer doença de pele deve procurar esse tipo de tratamento, já que o melanoma é a principal causa de morte por doenças de pele, mas é justamente o melanoma que o Zelboraf tenta combater.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook