Traqueostomia

Traqueostomia: Cuidados e técnicas

Confira alguns cuidados e técnicas sobre a Traqueostomia. (Divulgação)

Muitos já devem ter ouvido falar da traqueostomia, um procedimento médico muito sério no qual deva ser feito apenas por procedimentos médicos, e onde se teve ter toda uma atenção dos especialistas que cuidaram do paciente.

Entenda mais sobre Ela

A traqueostomia é feita por um procedimento no qual o médico irá garantir que a sua respiração esteja melhor, algo que só é indicado caso a pessoa esteja tendo problemas quando a respiração. A traqueostomia é um dos procedimentos cirúrgicos mais antigos descritos na literatura médica, e é um procedimento parecido com um “buraco na garganta para permitir a passagem de ar”.

Através de um pequeno cano enfiado no caminho da garganta coligado aos pulmões é que os profissionais médicos e especialistas em anatomia tomam a decisão de fazer o procedimento para a traqueostomia no paciente. O procedimento é feito de uma maneira em que o ar segue um caminho definido para entrar e sair dos pulmões, assim como já citamos.

Técnicas e cuidados

Feita a traqueostomia, o paciente tem a passagem de ar liberada, conseguindo respirada não somente pela boca, como também pelas narinas, pois o procedimento é algo que atravessa a laringe por entre as pregas vocais e segue pela traquéia até alcançar os brônquios, dando então, a oportunidade de uma respiração melhor!

É muito importante que as pessoas tenham cuidado ao se tratar de assuntos relacionados a saúde, pois dependendo de como for, as maneiras de cuidar devem ser ainda mais cautelosas. No caso da traqueostomia, o procedimento é feito dentro de um centro cirúrgico ou até mesmo na própria UTI e sob a anestesia geral.

A cirurgia para a traqueostomia é feita sobre uma pequena técnica de incisão no meio do pescoço, sendo marcado em uma parte dele onde será aberto a traquéia, e uma cânula de traqueostomia é introduzida e conectada ao aparelho de ventilação, um procedimento delicado mas que ao mesmo tempo, os médicos realmente sabem como fazer e dificilmente pode sair errado.

Na ponta da cânula há um balão que é insuflado para que o ar injetado pelo aparelho siga o seu trajeto até os pulmões, evitando vazamento ao redor da cânula.

Não vamos negar que este procedimento, mesmo que seja o correto a se fazer dependendo do caso, sem dúvidas o paciente sempre irá se sentir desconfortável até que se acostume, mas vale lembrar, a traqueostomia é mais confortável para o paciente e diminui os riscos de complicações tardias relacionadas ao tubo.