Atualizado em: 3 junho 2013

Transtorno bipolar na adolescência: Como tratar e lidar com os jovens

Conheça tudo sobre as apresentações dos sintomas do Transtorno bipolar que acontece em adolescentes e altera as personalidades e tem crescido no mundo. Veja como cuidar, lidar e tratar alguém com este transtorno.
Você Sabia?
Em praticamente 90% dos casos de transtorno, as pessoas que desenvolvem este tipo de problema tem outros casos em sua família.
Transtorno 01

Problema que acontece, o Transtorno bipolar na adolescência é considerado grave para o desenvolvimento da pessoa nesta fase de importância. (Reprodução)

Existem diversas dúvidas quanto o transtorno bipolar de humor. E este problema poderá ser ainda maior quando se trata de crianças e adolescentes.

E por isso como é possível se saber o diagnóstico correto quando os sintomas acontecem de forma inespecífica? Tudo isto é um verdadeiro problema, apesar disto quando acontece este tipo de desordem bipolar em adolescentes o problema é algo mais grave. Sendo muitas vezes um grande desafio até mesmo para profissionais qualificados neste assunto tão complicado.

publicidade:

Diagnóstico

Não é fácil de forma alguma identificar o transtorno bipolar, e um paciente deverá ser levado a consultar com três médicos diferentes para se ter uma resposta.

Reconhecer este tipo de problema na adolescência é muito complexo, pois oscila em extremos de alegria, raciocínio, além de apatia e depressão. É muito comum esta gangorra emocional acontecer, principalmente com sintomas de irritabilidade, agitação, acessos de raiva e também irritabilidade.

Sintomas e Tratamento

Devido a se ter sintomas pouco específicos é importante que a criança seja diagnosticada com problemas de atenção e também hiperatividade bem como depressão. Este diagnóstico é realizado de forma diferenciada sendo preciso ficar atento a sinais de humor cíclico além de analisar o histórico de família.

Vários especialistas acabam errando em diagnósticos e acabam receitando medicamentos pesados para os pacientes. Esta é uma condição que precisa ser altamente divulgada e conhecida por todas as pessoas. Os portadores deverão conhecer a fundo todas as formas do problema e a família também, desta forma a família irá ajudar e fortalecer o paciente, conseguindo dar muito mais controle, calma e também tranquilidade para que se possam realizar tratamentos de forma corretas com seus pacientes.

Se você perceber qualquer sinal estranho ou diferente em seu filho ou simplesmente ele não parar de falar um minuto e ficar correndo pela casa o tempo todo, mesmo adolescente, é importante observar que isto não é um caso de energia demais, é um problema sério que deverá ser tradado.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook