Atualizado em: 3 agosto 2011

Sintomas e Tratamentos da Talassemia

A talassemia afeta milhares de crianças, debilitando-as cada vez mais. Saiba mais sobre a doença e como saber se a criança possui ou não. Além do tipos e tratamentos.

Existem doenças que são menos conhecidas, mas que afetam grande parte da população brasileira. O conhecimento de diversas doenças é importante para facilitar na formação de um diagnóstico, pois muitas doenças possuem sinais e sintomas muito parecidos, o que faz com que haja confusão e que o diagnóstico seja demorado, permitindo assim que a doença evolua cada vez mais. Uma doença que não é tão conhecida, mas que deveria é a Telassemia.

O que é?

A Talassemia é uma doença que possui como característica a produção anormal de hemoglobina, proteína essa que é responsável pelo transporte de oxigêncio pelo sangue, chegando para todos os tecidos do nosso organismo. A Talassemia também é conhecida como anemia do Mediterrâneop, uma doença hereditária que foi trazida para o Brasil pelos portugueses, espanhóis, italianos, gregos, entre outros povos dos países banhados pelo Mediterrâneo.

publicidade:

Existem dois tipos de talassemia, a talassemia alpha e a talassemia beta. Esses dois tipos podem se manifestar de três maneiras, desde a mais fraca, passando pela intermediária, indo até a mais forte. A primeira maneira de manifestação da doença produz um grau leve de anemia e geralmente não possui sintomas, podendo passar despercebido. Na maneira intermediária a deficiência da hemoglobina já é mais moderada e traz algumas consequências, mesmo que não muito grave. A forma grave da doença provoca anemia profunda e outras alterações orgânicas importantes, como o aumento do baço, atraso no crescimento e problemas nos ossos.

Sintomas

Os sintomas que são manifestados pela Talassemia são:

  • Cansaço e fraqueza
  • Palidez
  • Problemas no crescimento
  • Abdômen desenvolvido
  • Aumento do baço
  • Alterações ósseas 

Tratamento

A talassemia intermediária pode requerer a indicação de transfusões de sangue com a finalidade de aumentar a oferta de glóbulos vermelhos. Quem possui essa doença necessita de transfusões de sangue regulares e de medicamentos para retirar o excesso de ferro que se acumula em determinados órgãos.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook