Atualizado em: 7 julho 2011

Tabela SUS Procedimentos

Obtenha todas as informações sobre o Sistema Único de Saúde no Brasil e conheça todas as áreas de atuação e princípios organizacionais da entidade.

Sistema Único de SaúdeO Sistema Único de Saúde (SUS), criado pelo Governo Federal no ano de 1988 tem, desde os primórdios, o intuito de oferecer acesso ao atendimento público de saúde para toda a população brasileira independente de raça, poder aquisitivo ou qualquer outra questão. Antes da criação do SUS a assistência médica era feita pelo Instituto Nacional de Assistência Médica da Previdência Social (INAMPS) e, por conta disso, ficava restrita somente à parte da população que contribuía com a previdência.

Atualmente, fazem parte do Sistema Único de Saúde os postos de saúde, hospitais, laboratórios, serviços de Vigilância Sanitária, Epidemiológica e Ambiental, além de institutos de pesquisa, tais como a Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ) e o Instituto Vital Brasil. Antes da criação do SUS o Ministério da Saúde atuava apenas com atividades de promoção da saúde e prevenção de doenças, tais como campanhas de vacinação e à assistência médica a doenças específicas aos que não tinham vínculo com o INAMPS.

publicidade:

Princípios

SaúdeOs princípios atribuídos ao Sistema Único de Saúde (SUS) foram estabelecidos na Lei Orgânica da Saúde criada no ano de 1990. A Lei foi desenvolvida com base no artigo 198 da Constituição de 1988 e atribui como sendo princípios organizacionais e até mesmo ideológicos do SUS os seguintes aspectos: universalidade, integralidade, equidade, descentralização, regionalização e hierarquização. Além destes princípios o SUS tem como um de seus principais objetivos disponibilizar seus serviços de forma eficiente e eficaz de modo a produzir resultados de qualidade.

Áreas de Atuação

O Sistema Único de Saúde tem diversas áreas de atuação em âmbito nacional e dentre as competências a ele atribuídas podemos citar o controle e fiscalização de procedimentos e produtos de interesse a Saúde, a execução de ações de vigilância sanitária, a formação de recursos humanos para a área de saúde, a participação na formulação de políticas de ações referentes ao saneamento básico, promoção de incentivos ao desenvolvimento tecnológico e científico na área de saúde e colaboração para a proteção ambiental.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook