Atualizado em: 10 outubro 2011

Saiba a diferença entre Psicólogo, Psicanalista e Psiquiatra

Por mais que haja o mesmo intuito de tratar os problemas da saúde mental, depressiva e sentimental de cada paciente, pode-se dizer que, há uma certa diferença entre os Psicólogos, Psicanalistas e Psiquiatras, entenda o porque!

Será mesmo que existe algum tipo de diferença entre psicólogo, psicanalista e psiquiatra, bem, este é um grande tabu. Cada pessoa tem um pensamento em relação aos profissionais da medicina, ou seja, na verdade, em alguns casos, quando se pensa em algum tipo de doenças ou qualquer problema de saúde, as pessoas sempre citam o nome do profissional, ou seja, vão direto ao ponto, dizendo por exemplo as palavras como Psicólogo, Psicanalista e psiquiatra, resumindo como a mesma pessoa.

Saiba a diferença entre Psicólogo, Psicanalista e Psiquiatra

Por mais que você não imagine, existe sim, uma diferença entre Psicólogo, Psicanalista e Psiquiatra.

Entenda sobre cada setor

Há grandes diferenças entre os profissionais médicos como Psicólogo, Psicanalista e Psiquiatra, para quem não conhece a medicina, trata-se da mesa coisa, porém não é bem assim não.

publicidade:

De acordo com informações, todos os três profissionais, procuram a mesma solução, tratar dos problemas de pessoas com transtornos mentais, ou seja.

Todos os profissionais da medicina buscam a cura, porém, cada área, tem o seu modo de agir e de tratar as suas particularidades, entenda a diferença. Para que a uma pessoa se torne um psicólogo, é necessário que estudem muito, no caso, deverá concluir a sua graduação para que então, possa exercer a sua função.

Psicologia

Na parte da psicologia, esta é uma área ocupada de psicoterapias e psicodiagnósticos, tendo como o propósito, em elaborar entrevistas, onde passam por uma realização de testes com o paciente e se diferencia do diagnóstico médico, por ser uma técnica exclusiva do psicólogo (psiquiatras não podem aplicá-los).

Saiba mais sobre cada doença:

Para a psicologia, onde houver pessoas, sempre haverá algum tipo de relação e vários tipos de comportamento. De acordo com os profissionais, em qualquer situação, o psicologo pode atuar. Hoje em dia, a psicologia é bastante usada na parte jurídica como por exemplo, na hora em que o profissional pode atuar na recuperação e inserção social da população carcerária”, completa Panaszewski.

Psiquiatria

O psiquiatra é um profissional licenciado em Medicina, com especialização em transtornos mentais. Diferentemente da Psicologia e da Psicanálise, um tratamento psiquiátrico pode fazer uso de remédios.

[share]

“O psiquiatra pode, além da utilização das psicoterapias, prescrever medicamentos que auxiliem no tratamento. Com o avanço dos remédios que dispomos hoje em dia é possível tirar pacientes da crise mental em até dois meses, o que antigamente podia durar anos”, detalha Luiz Carlos Villafont, primeiro-secretário da Associação Brasileira de Psiquiatria.

O médico, além do atendimento hospitalar-institucional, também pode atender em consultórios, ambulatórios e centros de atenção psico-social. Tanto na rede pública ou de modo privado.

Psicanálise

A Psicanálise também é algo que faz parte do contexto, na verdade, não se pode relacionar a todos os sentidos dos tratamentos, porém, podemos, com certeza, citar alguns dos motivos em que há uma certa ligação entre os três setores.

Após alguns estudos, esta categoria surgiu, ou seja, foi após alguns estudos em que feitas investigações de Sigmund Freud, o médico neurologista vienense do século XIX, se empenhou, preocupando-se em compreender e analisar a todos os sentidos do homem, buscando estar por dentro de cada atitude feita por ele.

Tratada como uma forma de cura através da fala, a psicanálise é formalizada por grande profissionais, com isso, eles vão atendendo a todas as necessidades de cada paciente, de uma forma em que, através de uma base na narrativa do paciente, presente e também em outras psicoterapias, conseguem ajudar os casos.

[share]

Hoje em dia, a psicanálise se desenvolveu, tornando a mais profunda analise do ser humano em questão da mente humana, sendo assim antes qualquer pessoas não precisava ser psicólogo para se tornar psicanalista, com isso, perceberam que os estudos feitos e acompanhamento das pessoas ao decorrer do curso complicava suas historias de vida, cultura, e ideal de pensamentos.

Ao reconhecer isso, muitas instituições abriram um pauta para essa discussão e chegaram a um ponto que uma pessoas nem o curso de psicologia, e principalmente no mínimo 3 anos de analise será quase impossível de se tornar um psicanalista autentico, nem deixar transparecer seus sentimentos persistentes.

Sendo assim nos tempo de hoje para o profissional psicanalista exige a psicologia como a base preparatória para uma boa relação do terapeuta e paciente. Estejam certos, a Psicanálise é, realmente, um estudo bastante complexo, voltado ao profissionalismo e compreensão da vida por parte de uma ligação com o paciente e o médico, portanto, não se confundam, existe sim uma forte ligação entre os três setores, porém, cada um deles, tem o seu modo de trabalhar.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook