Atualizado em: 3 junho 2013

Roer Unhas: Doença ou Mania?

Entenda melhor sobre alguma doença que podem ser relacionadas ao habito de roer unhas. Seria uma mania incontrolavel, ou sinonimo de estresse? Conheça alguns detalhes que indicam as expectativas desde mistério!
Você Sabia?
Para quem passa por este tipo de problema de forma mais grave, existem medicamentos que são excelentes aliados, mas necessitam ser receitados por médicos.
Roer Unhas 01

O Habito de Roer Unhas é Doença ou Mania? Diversas são as teorias. (Reprodução)

Mais de um terço da população mundial sofre da síndrome de onicofagia, ou seja, roer unhas durante períodos que podem ser de nervosismo, ansiedade, estresse, até mesmo fome.

E os motivos que costumam levar as pessoas a roerem as unhas poderão ser vários. Diversas teorias afirmam o hábito de roer as unhas. Muitos médicos citam que é a mudança do hábito de sugar o dedo ou a chupeta, ou até mesmo imitar outras pessoas.

publicidade:

Sintomas

Apesar disto normalmente quem rói unhas costuma descarregar as tensões. Este hábito pode acontecer até mesmo depois da primeira dentição, porém surge de forma mais frequente em idade escolar, ou até mesmo na adolescência onde existe a insegurança, diversas frustrações, tédios, entre outros processos que é mais difícil de se administrar.

Este hábito faz parte de um transtorno comportamental e emocional não específico. Apesar disto cada um dos casos precisa ser avaliado de forma individual para ser considerado como patológico. É preciso ainda se analisar a frequência bem como a intensidade onde esta prática costuma ser realizada para que se possa ter um controle.

Especialistas Alertam!

De acordo com especialistas, este hábito poderá trazer uma série de consequências para a saúde. Muitas pessoas além de ter a mania de roer mordem as unhas, e podem ter infecções graves napele e até mesmo verrugas. A pele estando machucada é uma grande porta de entrada para vírus e também bactérias. Em casos considerados mais graves é possível acontecer hemorragias ou ainda a perda total da unha.

Os tratamentos contra este tipo de problema não é fácil, já que é involuntário, por este motivo é interessante se utilizar medicamentos como por exemplocapsaicina, curativos protetores, antissépticos e cremes antimicrobianos que podem resolver seriamente o problema. Em situações mais graves o tratamento além de ter de utilizar um medicamento específico deverá receber tratamento psicológico ou mesmo psiquiátrico. Se o problema emocional terminar automaticamente a pessoa irá parar de roer unhas.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook