Atualizado em: 25 setembro 2013

Riscos do uso excessivo de laxantes

Para orientar todas as pessoas sobre os riscos do uso abusivo de laxantes e a importância da procura de um médico para o tratamento
Você Sabia?
Que a ciência química surge no século XVII a partir dos estudos de alquimia populares entre muitos dos cientistas da época.
ng1362449_435x200

Normalmente, muitas pessoas já fazem uso de laxantes para melhor resultado

A prisão de ventre é um problema que afeta pelo menos 20% da população brasileira, porém conta com uma grande predominação nas mulheres, apesar deste ser um problema de saúde bastante comum e frequente no Brasil, a automedicação poderá ser um problema bastante sério.

As mulheres são as principais vítimas da prisão de ventre no Brasil. E um dos sintomas considerados mais comuns e que levam os brasileiros aos consultórios é a constipação intestinal o que é três vezes maior no sexo feminino.

publicidade:

Sobre o Problema

Por serem mais atingidas pelo problema, as mulheres são as que mais procuram pela automedicação, deixando até mesmo de lado a ajuda dos médicos. Apesar disto a utilização prolongada pode danificar toda a sensibilidade da parede do intestino tornando o problema ainda pior.

Grande parte desta sensibilidade faz com que o usuário tensa a sensação de que o laxante perdeu o efeito, o que leva a utilização de doses cada vez maiores. Além de toda a dependência, a utilização contínua destas drogas tende a agravar a prisão de ventre, requerendo assim uma série de quantidades maiores em períodos mais curtos.

Tratamentos

O mercado apresenta sim boas alternativas para o tratamento da prisão de ventre, mas os laxantes ficam divididos entre quatro classes, tudo de acordo com o seu mecanismo. É importante citar ainda que o mercado farmacêutico pretende se preparar para receber novas alternativas para o tratamento de prisão de ventre, são preparados diferenciados com altos poderes de absorção de água e ainda um eficiente formador de massa que podem ajudar nesse problema.

Apesar disto é importante que qualquer tipo deste medicamento deverá ser adquirido após uma visita a médicos para evitar riscos de uma automedicação ou ainda um diagnóstico considerado inadequado da doença. E por isso é importante se ter todo o cuidado.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook