Atualizado em: 1 agosto 2013

Riscos e Doenças ligadas à retirada de Cutícula das unhas

As cutículas são barreiras naturais que servem para proteger o corpo da invasão de fungos, bactérias e vírus.
Você Sabia?
Que o Alicates foram inventados na Europa cerca de 2000 a.C. para agarrar objetos quentes, especialmente ferro em fundições. As ilustrações mais antigas mostram o deus grego.
cutículas 1

Além do risco de desenvolver a doença, as mulheres expõem a pele

As mulheres brasileiras não conseguem fazer a sua manicure sem retirar as cutículas, sendo que este costume é só nosso, pois nos outros países as mulheres fazem a manicure sem retirar as cutículas, e quando muito apenas empurram as cutículas.

A questão é que quanto mais se retira a cutícula, cortando-a com o alicate mais ela cresce, o que torna necessário que se faça a retirada destas pelo menos uma vez por semana.

publicidade:

Mas se a questão fosse somente o crescimento das cutículas não haveria problemas, entretanto a retirada das cutículas das unhas traz também alguns riscos e doenças.

Riscos

Um desses riscos é que a  cutícula é uma barreira natural de proteção do corpo, que ajuda a evitar contaminações, pois quando cortamos as cutículas com o alicate fica aberto o caminho para a entrada de fungos e bactérias no nosso corpo. Um desses invasores é a levedura Candida albicans, que causa micoses de unha e pele, sendo que a pele ao redor da unha fica avermelhada e pode até apresentar pus, já a unha chega a ficar deformada.

Também corremos o risco de infecções que encontram aí a entrada para atingir o nosso organismo, como a transmissão do vírus da hepatite e da Aids, principalmente quando os instrumentos não são devidamente esterilizados. Outro problema é que a ponta do alicate pode machucar a raiz da unha e até causar alterações na aparência e no crescimento da unha.

Uma boa alternativa é fazer a hidratação diária das mãos e unhas, pois assim em pouco tempo as cutículas param de crescer e ficam fininhas e bonitas, bastando então pintar as unhas.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook