Atualizado em: 21 abril 2010

Refluxo Gastroesofágico – Sintomas

O refluxo gastroesofágico é uma anomalia de questão alimentar que acomete o estômago e esôfago. Geralmente eles correm devido ao PH ácido, mas há também os de formação biliar que já são considerados de procedência alcalina.

publicidade:

Os ácidos são incômodos porque alcançam a faringe e boca e causam muita queimação e mal estar no estômago. Dos sintomas, o mais corriqueiro é azia (queimar que sai do estômago e pode chegar até a garganta).

Quando muito intenso, o refluxo pode trazer uma dor que simula até um problema cardíaco e trazer problemas respiratórios, além de muita tosse, pigarro e rouquidão. Muitos dos tratamentos, para casos mais leves, são medicamentos a base de antiaacidos para coibir a sensação de queimor.

A medicina explica que para tirar a dúvida se as dores vêm de problemas do coração ou do estômago basta tomar um copo de leite sem açúcar. Caso a doe alivie em imediato, era por que a dor era de procedência estomacal.

As causas que podem deixar uma pessoa mais predisposta ao refluxo gastro é a hérnia esofágica, tabagismo, obesidade, entre outros disfunções orgânicas. Há um caso um pouco mais grave que é quando há presença de bile no duodeno, que pode ser indício de câncer no esôfago.

Outros sintomas desta doença é dificuldade para engolir alimentos, dor no tórax, alteração da voz, dor de ouvido, pontadas no tórax, enjôos e sinusite acentuada.

Somente a realização de uma endoscopia pode detectar a doença. Diagnosticando sintomas típicos em que a endoscopia é normal, a pH-metria esofágica dará o diagnóstico mais preciso.

Nos casos com sintomas de refluxo, mas com pouca resposta aos tratamentos convencionais, aplica-se hoje a impedanciopHmetria, que mostra a presença de refluxo não ácido. Nestes casos, além dos medicamentos, aconselha-se uma intervenção cirúrgica.

Porém, o casos mais leves são tratados com medicamentos antiácidos que ajudam a aliviar a sensação de acidez.  Os mais medicamentos mais usados são os inibidores da bomba de prótons que devem  ingeridos 1 ou 2 vezes ao dia. São também indicadas medidas como não deitar após as alimentações e dormir com a cabeceira da cama mais elevada.

Para os casos mais crônicos, cirurgia é mais indicado, que deve ser feito para correção da hérnia de hiato ou conter esfíncter inferior do esôfago através da confecção de uma válvula anti-refluxo para envolver esôfago.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook