Atualizado em: 29 junho 2012

Polimialgia

Para aquelas pessoas que não sabem o que é a doença de Polimialgia, confira quais são as suas características e a forma de tratamento.
Você Sabia?
As duas doenças chamadas de polimialgia reumática e arterite temporal, elas costumam contagiar os paciente em simultâneo, sendo a primeira, caracterizada por dores musculares acompanhadas por uma perturbação do estado geral, enquanto a segunda corresponde a uma inflamação da artéria temporal.
Polimialgia - Doença, Características e Tratamento

Foto: Divulgação.

A Polimialgia é uma doença em que se deva ter cautela no tratamento, conhecida como Polimialgia Reumática (PMR) é uma doença que acomete pessoas acima de 50 anos. Além de ser algo em que muitos sofrem, a Polimialgia é algo que pode causar rigidez e dor no pescoço, ombros e quadris.

A doença

Esta doença pode provocar alterações nas articulações nos músculos e também nas artérias, os sintomas nestes locais se caracterizam como uma patologia, sem contar que há uma rigidez que se pode ser tão intensa que pode incapacitar o doente. A pessoa que está com problemas da Polimialgia, ela perde peso, se sente cansada, tem problemas como a  fadiga, isso sem contar que pode até mesmo desenvolver uma depressão.

publicidade:

Em alguns casos, pode acontecer de às vezes com um completo bloqueio do vaso sanguíneo, haja um resultando em uma privação da circulação nas áreas circunvizinhas à lesão.

Diagnóstico

Nem sempre as pessoas tem uma doença e descobrem de início, no caso, da Polimialgia, esta é uma síndrome na qual não há nenhum teste que realmente possa mostrar o diagnóstico em todos os pacientes. De acordo com informações, o diagnóstico de PMR é sugestivo quando há indícios na história e exame físico, e uma alteração importante do exame de velocidade de hemossedimentação (VHS) (muito elevado).

Tratamento

Para tratar ou aliviar os sintomas da Polimialgia, é importante que prestem muita atenção, pois estamos falando de algo muito sério. O tratamento é feito de maneira em que seja usado o remédio Corticosteróides, e em doses de 10-15 mg, podendo ser necessárias doses superiores na presença concomitante de ACG. De acordo com especialistas, as doses deste remédio fazem com que reduções progressivas do problema. Clique aqui para saber mais!

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook