Atualizado em: 16 junho 2011

Piolhos e Lendeas – Como tratar

Tudo sobre esses insetos que infestam a cabeça da criançada causando o maior desconforto. De onde eles vem, o que causam na cabeça e como fazer para conseguir tirar.

Quem tem filhos sabe a importância que tem dar uma boa educação, cuidar, ensinar e de amar seu filho. Crianças precisam de muito cuidado, pois é na infância que é preciso ter maiores atenções com relação a saúde, para que possam crescer saudáveis e fortes. É quando somos crianças que precisamos prevenir contra diversos tipos de doença, tomando vacinas e cuidando para que não haja contaminação por outros parasitas, como piolhos, que são muito comuns entre as crianças.

publicidade:

O que é?

O piolho é um ectoparasita (inseto) que vive do sangue que sobrevive no cabelo dos seres humanos. É um parasita que vive no exterior do hospedeiro, por isso se chama ectoparasita. O piolho mede cerca de 4mm de comprimento e é de coloração acinzentada. A fêmea vive cerca de 1 mês e consegue produzir cerca de 10 ovos por dia. Os ovos do piolho são chamados de lêndeas e ficam aderidos no fio dos cabelos, levando cerca de 8 dias para se tornar um piolho.

Quem possui piolhos na sua cabeça é portadora de pediculose, nome dado para o portador infestado de piolhos. A pediculose é a segunda doença que é mais comum dentre as crianças, pois é de fácil transmissão. Existem 3 tipos de piolho, um que infecta o couro cabeludo, outro que infecta os pelos do corpo e outro que infecta os pelos pubianos.

Sintomas

Não é difícil encontrar uma criança que esteja infestada de piolhos e que não esteja sentindo nada. É por essa razão que de uns tempos para cá algumas escolas realizam uma inspeção na cabeça das crianças a procura de piolhos. Esse procedimento evita que os piolhos sejam transmitidos para o resto das crianças da turma. O principal sintoma de uma criança com piolhos é a intensa coceira na cabeça. Essa coceira ocorre devido a saliva do piolho quando ele se alimenta de sangue e de restos de pele do couro cabeludo. Em algumas crianças a coceira é tão intensa que se formam feridas no couro cabeludo.

Tratamento

É importante saber que ao tratar a criança, também deve ser realizada uma inspeção na cabeça de todos os que convivem, pois a chance de haver reinfecção é bem alta. Existem diversos remédios para o tratamento contra a pediculose. O tratamento é feito com shampoos, loções e cremes que funcionam como inseticidas. Outro modo de retirar os piolhos é através do uso de pente fino, que é indicado principalmente para crianças menores de 2 anos, já que os inseticidas se tornam muito fortes.

 

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook