Atualizado em: 5 outubro 2011

Pessoas sonolentas escolhem alimentos mais gordurosos

Uma noite mal dormida deixa a pessoa sonolenta boa parte do tempo, fazendo com que ela consuma alimentos mais gordurosos. É preciso ficar atento ao que consome.

Depois do almoço você volta sempre com aquele sono incontrolável e não entende o porquê. Existem diversas teorias para justificar o sono que sentimos depois de uma refeição. As pessoas se tornam sonolentas e acabam produzindo menos, o que acaba atrapalhando e muito o rendimento no trabalho ou para executar outras tarefas do dia a dia.

Pessoas sonolentas escolhem alimentos gordurosos

Com diminuição da atividade do córtex pré-frontal, a pessoa fica mais sonolenta e consequentemente escolhe alimentos mais gordurosos. (Foto: Shutterstock)

Uma das teorias para isso acontecer é devido a rapidez com que as pessoas se alimentam. Quanto mais rápido você se alimentar, mais sono você irá ter após uma refeição. Outra razão é relacionado ao tipo de alimento que é ingerido. Estudos mostram que alimentos mais gordurosos tendem a deixar as pessoas com mais sono, além de existir uma predileção por alimentos com mais gordura pelas pessoas que acabam sentindo mais sono. Além disso, o consumo de alimentos mais gordurosos acabam deixando as pessoas mais cansadas e com problemas para dormir no momento certo, que é durante a noite.

publicidade:

Porque as comidas com mais gordura são escolhidas?

Segundo uma pesquisa realizada na Universidade de Minnesota, nos Estados Unidos, pessoas com mais sono tendem a não ter controle com relação ao que ingere. Isso acontece porque o córtex pré frontal, que é a região que controla o comportamento, fica mais lenta e mais inativa quando se está sonolento, o que impede de escolher bons alimentos.

É nesse momento que o corpo acaba pedindo coisas mais práticas, que não dão trabalho para serem feitas, como pizza, hambúrgueres e doces. Isso influencia diretamente no peso e na saúde do indivíduo, fazendo com que ele ganhe quilos por dormir mal, se tornando rotina e engordando cada vez mais. Normalmente, para pacientes que seguem engordando muito, pede-se para que seja feita uma análise do sono, para verificar o que realmente está tirando o sono desses pacientes.

[share]“Dormir mal mexe com o metabolismo e tem como consequência mudança de hábitos”, diz o nutrólogo Celso Cukier do Hospital Albert Einstein. Além disso, durante o sono, o organismo reduz a síntese da grelina, o hormônio do apetite, e aumenta a leptina, responsável pela saciedade. Com a privação do sono, a fabricação dessas substâncias fica desregulada.

Sono ruim gera alimentação ruim

Isso acontece muito com as novas mães, pois com a rotina de amamentação e cuidados que são necessários com o bebê acaba fazendo com que as mães durmam mal, iniciando uma rotina completamente nociva à saúde. Além disso, outros motivos como a tecnologia, também faz com que o indivíduo não durma bem. As dicas para que isso seja evitado é que sejam realizadas mais refeições durante o dia, isso irá diminuir a ansiedade, para não comer o que fará mal durante a noite. Ao anoitecer, a refeição deve ser leve, para que o sono também seja melhor. Outra medida, é começar a ingerir comidas durante o dia que estimulem o cérebro, para ficar mais atento e evitar o sono excessivo.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook