Atualizado em: 4 setembro 2012

Mitos Sobre a Síndrome do Pânico

Saiba o que é verdade ou mentira sobre a doença que afeta alguns indivíduos da sociedade.
Você Sabia?
Um portador da síndrome do pânico possui extrema ansiedade e a partir dessa característica é que ele desenvolve todos os seus medos, anseios e procura sempre estar protegido de tudo, evitando multidões para não perder o controle.
Síndrome do Pânico

Há muitos mitos relacionados com a síndrome do pânico, elimine-os. (Foto: Divulgação)

A síndrome do pânico é rodeada por vários mitos, isso porque a doença não é muito comum ou pouco diagnosticada. Não é comum lidar com alguém que possua esse problema mental, por isso, pouco se fala sobre o que de fato é.

A maioria das pessoas que apresentam sintomas da síndrome do pânico podem pensar que realmente estão ficando loucas, inclusive as que convivem com indivíduos que apresentam o quadro.

publicidade:

Esqueça a ideia de descontrole total, perda da sanidade mental, desmaios e ataques cardíacos, na verdade é o medo causador de todas essas sensações. Mas elas só parecem que vão acontecer, às vezes por conta da ansiedade causada quando é preciso lidar/estar com mais pessoas.

Reias Sintomas da Síndrome do Pânico

  • Tonturas;
  • Arrepios e calores;
  • Ansiedade;
  • Falta de ar e apertos na garganta e no peito;
  • Falta de conexão com o que se passa à sua volta;
  • Preocupações obsessivas;
  • Pensamentos indesejados;
  • Batimento cardíaco muito rápido e formigueiros no corpo;
  • Medo.

Exercícios para Controlar a Doença

  1. Respiração abdominal
  2. Evite pensamentos negativos
  3. Cante
  4. Medite
  5. Leia
  6. Ande por um ambiente calmo
  7. Concentre-se para controlar o medo
  8. Conversa com alguém de confiança
  9. Se concentre em boas energias
  10. Caminhe e pratique leves exercícios físicos
  11. Realize atividade que possam descontrair

Vídeo sobre a Síndrome do Pânico

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook