Atualizado em: 30 janeiro 2012

Lista de Hospitais do SUS que farão cirurgias para trocar silicone

O SUS divulgou na última segunda-feira (23) a lista dos 317 hospitais que farão a cirurgia para trocar as próteses de silicone rompidas das marcas PIP e Rofil
Prótese de silicone

Lista de hospitais que farão cirurgias para trocar as próteses de silicone que se romperam já está na internet (Foto: Divulgação)

Depois de tantas reclamações e rupturas das próteses mamárias das marcas PIP(francesa) e Rofil (holandesa) em algumas mulheres que foram submetidas a cirurgia para colocação de implantes de silicone,  o Sistema Único de Saúde (SUS) divulgou a lista de hospitais que farão a cirurgia para trocar as próteses.

De acordo com o Ministério da Saúde, o viável é que o paciente, se necessária a troca, efetue o procedimento cirúrgico no mesmo hospital em que o fez pela primeira vez. Caso o implantado esteja longe do local em que realizou a cirurgia, a indicação é que se dirija a um dos 371 hospitais que têm o serviço disponível.

publicidade:

Os exames para detecção do problema serão realizados na unidade em que o paciente tenha se dirigido, após a averiguação, se constatada a ruptura ou houver ameaças de, o paciente será encaminhado para o centro cirúrgico que o procedimento foi realizado pela primeira vez.

Os pacientes da rede de saúde particular também terão o direito de realizar a troca da prótese de silicone através do SUS, desde que apresentem sinais ou de fato rupturas sejam encontradas. Todos os afetados podem verificar aqui a lista dos hospitais do SUS que farão cirurgia para trocar as próteses.

O que ocorreu com as próteses de silicone PIP e Rofil

No ano passado inúmeras reclamações registradas por mulheres que haviam feito a cirurgia de colocação de prótese de silicone da marca PIP e Rofil junto a Agência Nacional de Saúde ( Anvisa), provocaram um imenso turbilhão em vários países, inclusive no Brasil.

O silicone colocado nos seios das pacientes apresentou ruptura da prótese, fazendo com que muitos problemas de saúde aparecessem, dores na região e riscos graves à saúde. A Anvisa tomou providências e cancelou o registro das duas marcas acusadas de utilizar silicone industrial em suas próteses.

Como será o atendimento

A principio o paciente será atendido para uma consulta onde o médico fará uma ultrassonografia, em que dirá se há ou não rupturas na prótese. Se com esse exame não for possível detectar, o próximo passo é realizar uma ressonância magnética, porém espera-se que em 60% dos casos o primeiro exame seja suficiente para a detecção.

Os que poderão realizar o procedimento cirúrgico serão apenas os pacientes com as próteses de silicone rompidas. Para os que não apresentarem rompimento, será feito um esquema de monitoramento para que seja possível acompanhar o estado do paciente, caso algo estranho apareça, o procedimento cirúrgico não será efetuado nesses casos.

Os números dizem que ao todo, aproximadamente 19,5 mil pessoas colocaram as próteses dessas marcas. São 12,5 mil com as da marca PIP e 7 mil com as da marca Rofil. Busque seus direitos, se informe e procure na lista do SUS o hospital mais próximo de você.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook