Atualizado em: 30 março 2011

Internação à Distância - O que é, Como Funciona

Informações sobre o que é e como funciona a internação à distância, assim como a quem se dirige.

Monitoramento OnlineNão é recente que o conhecimento de que a Medicina possui dois objetivos irmãos e necessariamente não excludentes: busca por curas e aumento considerável da qualidade de vida dos pacientes. Em especial, idosos e crianças recebem pesquisas preferências por razão de suas condições particulares.

De fato, a internação à distância é um enorme passo em direção ao caminho certeiro daquele segundo objetivo complementar de qualidade de vida. Alguns estudiosos, inclusive, acreditam que este processo de transferência de ambiente hospitalar para o caseiro pode oferecer melhoras físicas influenciadas pelas melhoras emocionais.

publicidade:

O Que É

Como o nome já diz, é uma internação – no seu sentido de monitoramento médico e controle alimentar, higiênico etc. – fora das propriedades do hospital, dando ao paciente liberdade incomparável quando comparada à liberdade hospitalar.

De fato, com o Mobile Health Living – como é chamado o tratamento -, uma vez disposto a propiciar ambientação individualizada e caseira, faz com que a saúde mental do idoso permaneça mais propicia a aumentar e/ou a se manter. Por enquanto, o tratamento ainda está em fase beta, ou seja, em período de desenvolvimento, mas os pesquisadores encarregados em associação com a Massachusetts Institute of Technology garantem que, no futuro, o acesso será fácil e barato.

Conexão casa-hospitalComo Acontece

Basicamente, são três aparelhos que monitoram o paciente ininterruptamente. Desta forma, acompanha os batimentos cardíacos e os graus de aquecimento e oxigenação sanguínea. Esses aparelhos são conectados a computadores particulares de uma seção especial do Hospital, em caso de quaisquer problemas.

Ainda não existem muitas informações sobre processo de admissão e, por conseguinte, condições especiais para entrar no programa. Arrisca-se dizer que, contanto que o caso não seja extremoso e que a condição do paciente não infira riscos a outrem, o programa é universal. O mais aconselhável é sempre procurar o seu médico para retirar as suas dúvidas.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook