Atualizado em: 8 abril 2013

Incompatibilidade Sanguínea Fator RH do Sangue

Entenda melhor sobre a incompatibilidade sanguínea, que é referente ao fator RH que a mãe tem com o feto. Descubra qual é o seu tipo sanguíneo!
Você Sabia?
A abreviatura de "RH", é Rhesus, cuja designação foi dada pela primeira vez em 1940.
Incompatibilidade Sanguínea Fator RH

Saber mais sobre a Incompatibilidade Sanguínea, te auxilia no nascimento do seu bebê. (Reprodução)

Embora o domínio da saúde seja uma área de difícil compreensão para a maioria da população, existem algumas noções que devem ser tidas em conta, nomeadamente no que respeita à questão das doenças e compatibilidades sanguíneas.

Neste sentido, é importante esclarecer algumas informações sobre este último aspecto, na medida em que existem períodos em que estas podem ser particularmente úteis, como é o caso da gravidez.

publicidade:

O Que É?

Primeiramente, é importante esclarecer o que é o agente Rh, que consiste em uma proteína sanguínea que pode encontrar-se ou não presente no sangue de cada indivíduo.

Em caso de ser detectada, é afirmado que a pessoa possui “Rh positivo” e, em oposição, um indivíduo que não possua esta proteína tem “Rh negativo”. Esta substância é muito importante e pode determinar a existência ou ausência de determinadas enfermidades, como é o caso da eritroblastose fetal doença que pode surgir durante a gravidez e cuja causa reside na incompatibilidade do Rh entre o sangue materno (que neste caso é negativo e o sangue do feto (assumido como positivo).

Qual o Meu Tipo?

Face a estas características, o corpo da mãe inicia a produção de anticorpos que permitam a eliminação do agente Rh do feto, sendo que estes permanecem como substâncias integrantes da circulação sanguínea da mulher.

Se se registrar uma nova gravidez em que o feto possua Rh positivo, esses anticorpos promovem a destruição dos glóbulos vermelhos (designados como hemácias) e, nesse processo, potenciam a formação de mais quantidade de hemácias que passam a receber a designação de eritroblastos.

No que respeita aos sintomas desta doença hemolítica (que possui uma escala de gravidade variável), estes podem incluir anemia, icterícia e, em casos extremos, deficiências mentais, surdez, surgimento de edema e paralisia cerebral que podem culminar em morte durante a gravidez ou após o processo de parto.

Características

No caso de o bebê nascer com esta enfermidade, a característica mais comum reporta à tonalidade amarelada da pele, que indicia a destruição das hemácias e a conversão da hemoglobina nelas presentes em bilirrubina substância que potencia o surgimento de icterícia.

Posto isto, é fundamental que a mulher tenha conhecimento sobre qual é o seu fator Rh mesmo antes de engravidar e, durante todo o processo de gestação, ser devidamente acompanhada por um médico para que possam ser observadas e tratadas todas as variáveis que sejam conducentes a este quadro de debilidade.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook