Atualizado em: 15 abril 2010

Hospital Sarah Kubtischek

Estruturado para auxiliar a saúde do cidadão

A senhora Sarah Kubitschek foi a primeira-dama do Brasil, casada com o memorável presidente Juscelino Kubtischek de Oliveira. Eles foram pais de uma menina, Márcia Kubstischek que nasceu com sérios problemas na coluna, uma limitação física que a impossibilitou de seguir o seu maior sonho- ser bailarina.

Motivada pela missão de ajudar a todas as pessoas que sofriam do mesmo problema da sua filha, a primeira-dama usou da sua influência junto ao governo para viabilizar o projeto de hospitais públicos, especializados em limitações motoras.

publicidade:

Surgia então, a rede de hospital Sarah Kubistschek, criadas, mais especificamente, para atender as pessoas que sofrems de politraumatismos e problemas locomotores, objetivando sua reabilitação.

Todas as unidades são sustentadas pelo Governo Federal, embora a administração seja realizada pela Associação das Pioneiras Sociais. A primeira unidade, como experiência, foi em Brasília, logo depois expandindo-se para Belém, Belo H    orizonte, Salvador, Rio de Janeiro, Macapá, Fortaleza e São Luís do Maranhão.

A unidade de Salvador, criada em 1994, tem estrutura com 157 leitos. Somente em 2009, atendeu em diversos casos mais de 280 mil pacientes. O bom serviço prestado segue com mais de 2 mil pessoas tendo assistência médica e reabilitação. Além de toda uma arquitetura do lugar voltada para o trabalho de reabilitação do paciente.

A instituição prima pelo tratamento humanizado, primando por um atendimento que ouve e entende os problemas do paciente. É por isso que, voltando a arquiteura do lugar, o Sarah possibilita integrar os espaços interno e externo.

Assim, a meta buscada é usar para o tratamento a circulação de ar nas grandes áreas, criando condições que combatam à infecção hospitalar. As enfermarias dispõem de amplos espaços arejados, todos em permanente contato com a paisagem externa.

O hospital Sarah atende também na reabilitação de crianças e adultos, oferecendo atendimento ambulatorial e unidades de internação. Dispõe de piscinas internas, externas e varandas que tornam o atendimento mais humanização e com mais feito sobre o tratamento.

O empenho da rede Sarah para bem atender é tão grande, que a unidade de Brasília também oferece mestrado em Ciências da Reabilitação. O objetivo é qualificar o quadro de profissionais que vão atender e cuidar dos pacientes.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook