Atualizado em: 27 julho 2011

Causas da Hipertensão Pulmonar

Tudo sobre uma doença perigosa e que afeta muita gente, a Hipertensão Pulmonar. Saiba o que é e quais são as principais causas dessa doença que afeta os pulmões.

Existem doenças mais comuns que afetam grande parte da população e outras menos comuns. A maioria das pessoas só possui o conhecimento das doenças quando algum parente já teve ou quando a própria já passou por algum momento crítico com relação a sua saúde. Fora isso, muitas pessoas não possuem conhecimento sobre determinadas doenças que são muito importantes, dentre elas a Hipertensão Pulmonar, doença que será explicada nesse artigo.

O que é e o que causa?

A hipertensão pulmonar é quando a pressão sanguínea está elevada nas artérias, sangue esse que é levado para os pulmões. É importante saber que essa pressão é diferente daquela pressão medida dentro de um consultório pela enfermagem, diferente de Hipertensão Arterial. É uma doença que é normalmente causada por enfisema pulmonar ou devido alguma doença do coração presente desde o nascimento. Caso nenhuma causa for encontrada, a doença é chamada de Hipertensão Pulmonar primária, sendo uma doença que afeta geralmente adultos e na maioria das vezes o sexo feminino.

publicidade:

A doença se desenvolve através da pressão sanguínea elevada como dito anteriormente. Isso ocorre normalmente devido a uma alteração na parte interna dos vasos sanguíneos, o que dificulta na passagem do sangue, fazendo com que o coração tenha mais trabalho para bombear o sangue até os pulmões. Deste modo, a pressão dentro dos vasos pulmonares torna-se elevada. Embora isso tudo aconteça devido a alteração que ocorre no interior dos vasos, essa alteração ainda é de causa desconhecida.

Sinais e Sintomas

  • Encurtamento da respiração, podendo piorar com a realização de exercícios
  • Dor ou desconforto na região do tórax
  • Fadiga
  • Inchaço nas pernas
  • Tosse persistente
  • Palpitações
  • Cianose
  • Tontura
  • Desmaios

Tratamento

A doença há cura, mas somente através de transplante pulmonar para os dois pulmões e em alguns casos também é necessário o transplante de coração. O tratamento medicamentoso é utilizado somente para melhora dos sintomas. Devemos lembrar que os transplantes são cirurgias grandes e envolvem riscos significativos, como sangramento, infecções, e, até mesmo, o óbito do paciente. Além disso, o fenômeno de rejeição ao órgão transplantado é elevado, podendo chegar até 50% dos pacientes dentro de dois a três anos após o transplante.

Após a realização do transplante, o uso de medicações para prevenir a rejeição é obrigatório por toda a vida, o que pode ocasionar diversos efeitos colaterais.

A Hipertensão pulmonar também pode ser prevenida com a mudança de hábitos alimentares de cada indivíduo. Evitar muito sal e alimentos muito gordurosos, para evitar a alteração da artéria, causando a Hipertensão Pulmonar. Outra maneira, para quem é obeso, é preciso emagrecer com diversos regimes e recursos como o Chá de Cavalinha, para evitar uma possível complicação em consequência da obesidade.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook