Atualizado em: 24 agosto 2011

Hipertensão Portal Doença Relacionada a Cirrose

A Hipertensão Portal é uma doença mais comum do que imaginamos, mas que pouco se sabe sobre ela. Confira tudo que você precisa saber sobre essa doença, sinais e sintomas, sua relação com a cirrose e qual o tratamento mais eficaz.

Algumas doenças não são muito comuns e não são tão conhecidas da população. É para isso que o Sempre Tops está sempre disposto a esclarecer e informar sobre diversos assuntos, sendo o desse artigo sobre a Hipertensão Portal.

O que é Hipertensão Portal?

A hipertensão portal é uma doença decorrente normalmente da cirrose, que é caracterizada pelo aumento de pressão na veia porta, veia de grande calibre que é responsável por levar o sangue do fígado até o intestino. Recebe esse nome, pois afeta a função do sistema portal do corpo humano, responsável por levar as substancias e nutrientes para que sejam metabolizados.

publicidade:

Fisiopatologia e Causas

É uma doença que faz com que novas veias se desenvolvam ligando o sistema portal à circulação geral, sem que passe pelo fígado. Devido a esse desvio, as substâncias que são transportadas pelo sangue e que são filtradas pelo fígado são levadas diretamente para a corrente sanguínea geral, sem que haja a filtração. Sistema Portal é um sistema que tem como função o transporte de substâncias e nutrientes que são absorvidos para serem metabolizados.

Dentre as causas da hipertensão portal estão as obstruções pré-hepáticas, as obstruções intra-hepáticas e as obstruções pós-hepáticas. Na categoria de obstruções pré-hepáticas se encontram a trombose da veia esplênica e o trombose da veia porta. Na obstrução intra-hepática se enquadram a esquistossomose, sarcoidose, fibrose hepática congênita, fibrose alcóolica, fibrose prerivenular induzida pelo alcool. Na obstrução pós-hepática se encontram a insuficiência cardíaca à direita, a pericardite constritiva e a Síndrome de Budd-Chiari. Todas essas causas divididas em categorias levam a Hipertensão Portal.

Sinais e Sintomas da Hipertensão Portal

Um dos principais sinais e sintomas da Hipertensão Portal é a ascite. A ascite é decorrente do acúmulo de líquido excedente do fígado indo para a cavidade abdominal, ocasionando na distensão abdominal. Outro sinal característico da hipertensão portal é o aumento do baço, que pode ser detectado até mesmo através da palpação do médico na região abdominal. O aparecimento de veias varicosas, as famosas varizes, também são comuns, devido a alta pressão não suportada pela veia e o sangue acaba extravasando. A doença também pode causar o aparecimento de hemorroidas.

Cirrose x Hipertensão Portal

A cirrose é uma das principais causas da hipertensão portal. Ocorre devido a morte das células do fígado e produção de tecido fibroso sem função no local, o que acaba alterando todo o trabalho do fígado, impedindo que ele cumpra com suas funções normais.

Como tratar a Cirrose e evitar a Hipertensão Portal?

Para iniciar o tratamento é preciso primeiramente descobrir a causa da cirrose, pois para cada causa existe um tratamento específico. É normalmente tratada com medicamentos que irão impedir a proliferação do agente agressor, no caso da causa ser uma hepatite. Em casos mais graves é necessário a cirurgia para haver transplante do fígado. A cirurgia é complicado devido a o grande grau de rejeição, por ser longa e por possuir poucos doadores.

Tratamento da Hipertensão Portal

O tratamento mais eficaz e praticamente exclusivo da hipertensão portal é o transplante hepático, pois a utilização de outros tratamentos podem elevar ainda mais a pressão e alterar mais as consequências, podendo piorar o quadro do portador. São realizados procedimentos para tratamento das varizes esofágicas como a esclerose endoscópica, que é a ligadura elástica dos vasos como busca de evitar sangramentos e o “Shunt” (desvio) portossistêmico intra-hepático transjugular, que é uma conexão do sistema portal com o venoso, visando diminuir a pressão sanguínea através de intervenção cirúrgica. Podem também utilizar medicamentos beta bloqueadores, visando controlar também as consequências da doença.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook