Atualizado em: 15 julho 2011

Fisioterapia Desportiva para Prevenção

Após ocorrer uma lesão no esporte, a fisioterapia entra para tratar aquela lesão desportiva e juntamente com medidas de prevenção. Saiba tudo sobre aqui.

Atualmente o número de pessoas que sofrem lesões é extremamente grande, seja em acidentes como na prática esportiva. Sempre ouvimos falar de atletas que estão se recuperando para tentar voltar a praticar seu esporte com todo o empenho, e por trás disso, muita gente não imagina o que é feito e nem como ocorre esse tratamento. Quando ocorre lesões em esportes, entra em ação a Fisioterapia Desportiva, tanto no tratamento quanto como prevenção. Saiba qual o objetivo e todos os benefícios trazidos por essa área.

A Fisioterapia

A Fisioterapia é um ramo da ciência e da saúde que estuda os modos de reabilitar e de se tratar um indivíduo através de todos os exercícios, manobras e recursos disponibilizados para o tratamento. A Fisioterapia atua em diversos ramos, no ramo respiratório, na reabilitação cardiopulmonar, na área desportiva, entre outros. É uma área que abrange milhares de universos que muita gente nem imagina.

publicidade:

Dentre todos os tratamentos abordados na fisioterapia, um que é bastante conhecido é o tratamento por meio da fisioterapia desportiva.

Fisioterapia Desportiva

Quando vemos na televisão que um atleta se machucou e está realizando fisioterapia, muita gente não tem muita noção de como é realizada essa reabilitação. A Fisioterapia Desportiva faz parte da Medicina Esportiva e seus métodos e sua prática é aplicado em casos de lesões decorrentes da prática esportiva. A fisioterapia esportiva tem como objetivo principal devolver o atleta o mais rápido possível para a prática esportiva após a lesão que foi causada.

O trabalho realizado pela fisioterapia tem que ser rápido e eficiente, para garantir uma volta rápida do atleta aos seus treinamentos e futuramente voltar a competir.

O que se faz?

Na fisioterapia desportiva, o fisioterapeuta trabalha com o atleta com exercícios de resistência, potencia e força, que são três componentes essenciais para quem é atleta. Em alguns casos, o fisioterapeuta foca em um componente mais, isso irá depender do tipo de atleta. Por exemplo, se um atleta de maratona sofre alguma lesão, o fisioterapeuta irá focar mais em trabalhar a sua resistência, pois ser corredor de maratona necessita de resistência de toda musculatura, pois fica horas e horas correndo. Já para um corredor de 100 metros, o fisioterapeuta irá trabalhar mais a sua potência, pois corredores assim trabalham com explosão, com corridas rápidas.

O fisioterapeuta através da avaliação clínica e funcional individualizada do atleta elabora um tratamento e orienta tanto o indivíduo quanto os seus treinadores quanto ao que ocorreu, o que será feito e o que poderá ocorrer. Há todo um preparo também na parte preventiva. Mesmo tendo foco em uma única lesão, o fisioterapeuta também ira trabalhar para prevenir futuras lesões. Dentre as lesões mais comuns estão as tendinites, lesões ligamentares, contusões e distensões, entorses, luxações e subluxações, fraturas e abrasões.

 

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook