Atualizado em: 24 fevereiro 2012

Filho único é feliz?

Descubra o porque dos filhos únicos também serem felizes apesar da situação de solidão que todos pensam que ele pode ter, uma pesquisa feita apontou grandes índices de qualidades desenvolvidas por filhos únicos.
Você Sabia?
Filho é o nome que se dá a cada um de nós, como descendente, em relação a seu pai e à sua mãe. Esse termo também é muito utilizado como vocativo em conversas informais.

Em Pesquisas feitas na Grã-Bretania, elas apontam que filhos únicos também são felizes. (Foto/Divulgação)

Algum tempo atrás filho único era sinônimo de ser mimado, mas hoje em dia esse mito já não é mais levado em consideração, pesquisas mostram que não tem semelhanças significativas no desenvolvimento emocional dos filhos únicos para os que têm irmãos.

publicidade:

A Pesquisa Feita

Na Universidade de Essex, na Grã-Bretanha foi realizado um estudo onde foram selecionadas cerca de 100 mil pessoas divididos em 40 lares, e apontou que os filhos únicos são mais felizes do que aqueles tem irmãos.

A coordenadora da pesquisa Mas Gundi Knies, revela as principais razões para alcançar esse resultado. O filho único dificilmente briga por atenção dos pais, briga entre irmãos por disputa de brinquedos e etc. O fato de bullying entre irmão também não existe, como apelidos maldosos, ou ataques físicos por ciúmes e inveja.

Existe também o lado econômico, todo investimento será exclusivamente para ele sem ter que esperar por sua vez, em brinquedos, roupas, educação, e tudo será ele como ponto principal.

Opinião Profissional

Antes as mães deixavam de trabalhar para dar atenção 24 horas para seu filho, hoje isso já mudou. “Atualmente, é cada vez maior o número de mães que trabalham e a criança tem que aprender a dividir a atenção dos pais com outras prioridades”, afirma Rita  Calegari, psicóloga infantil do Hospital São Camilo em São Paulo, e colunista da CRESCER.

A questão de filhos únicos serem individualistas, hoje já está sendo mudado, pois desde cedo à criança já fica no berçário antes mesmo de conhecer as coisas desse mundo, lá ela vai criando vínculos com pessoas que não são seus pais, e acabam sendo influenciados por outras culturas.

Ao crescer ela vai aprendendo a viver com outras crianças do local e aprende a respeitar os colegas melhor do que se fossem irmãos, e acabam tendo o respeito em compartilhar melhor do que aqueles filhos que tem irmãos e que vivem na mesma casa.

A psicóloga ainda afirma que, “Os filhos únicos ainda saem ganhando porque aprendem a ficar sozinhos e esse momento é importantíssimo para pensar, imaginar e formar a própria identidade”, completando sua analise.

Família que possui somente um filho também pode desenvolver grandes qualidades para seus filhos. (Fotos/Divulgação)

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook