Atualizado em: 24 setembro 2013

A evolução no tratamento da AIDS

Cientistas da Universidade do Sul da Califórnia, nos Estados Unidos, deram um passo importante no que pode ser o tratamento definitivo da Aids.
Você Sabia?
Que a Aids surgiu a partir de um vírus chamado SIV, encontrado no sistema imunológico dos chimpanzés e do macaco-verde africano.
images (4)

A cura da Aids e a criação de uma vacina que imunize o corpo

A partir do momento, quando a AIDS surgiu no Brasil no começo dos anos 80, era uma doença de difícil tratamento. E apesar de suas primeiras manifestações serem consideradas como infecções banais como dores na garganta, sinusites ou ainda pequenos momentos de pneumonia, á medida que a enfermidade possa progredir, elas acabavam se tornando mais agressivas e também frequentes.

Com isto na etapa final o doente acabava pegando um equivalente a cinco ou ainda seis infecções de uma só vez, o organismo não reagia e acabava falecendo depois de um longo sofrimento. Todos acabavam se lembrando do aspecto daqueles doentes de rosto encovado, e sem gordura alguma no corpo, chegando a fase terminal da evolução deste tipo de enfermidade.

publicidade:

Sobre a Doença

Foi então que aos poucos a imagem da AIDS acabou mudando completamente, com a chegada de remédios mais eficazes para o tratamento, deu uma vida normal de muito tempo para as pessoas.

Não se veem mais atualmente pacientes com este tipo de característica morrendo de AIDS. É possível se dizer que até graças a medicação existente ela se tornou algo crônico porém controlável, o que permite levar uma vida normal.

Novos Medicamentos

Os novos medicamentos visam principalmente a destruição iminente do vírus do HIV, um organismo minúsculo que é revestido por uma carapaça externa onde ficam as proteínas que o ajudam a se ligar a célula que irá infectar. Para que se possa ter um parâmetro com isto, em uma única célula é possível se encontrar milhões de partículas virais.

A tecnologia dos antirretrovirais evoluiu muito rápido e ainda foram surgindo drogas com menos efeitos coletarais, mais fáceis de serem tomadas. O Brasil acompanhou esta grande evolução.

Informação

Para se ter uma ideia das 30 marcas existentes de antirretrovirais atualmente que estão disponíveis no mundo, sendo que pelo menos 21 deles são oferecidos através do SUS e poderão beneficiar mais de 300 mil pacientes.

Isso é possível graças a uma série de conjunções de fatores considerados favoráveis que aconteceram no final da década de 80 até o início dos anos 90. Hoje já se pode dizer que a epidemia é um pouco controlada, mas infelizmente não se tem a cura do problema.

Vídeo sobre a AIDS

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook