Atualizado em: 2 março 2011

Esclerose Sistemica

Assim como define a Medcenter, Esclerose Sistêmica é uma doença difusa do tecido conjuntivo caracterizada por fibrose e alterações vasculares acometendo a pele, sistema musculoesquelético e vísceras. Atualmente, pode ser subdividida em duas formas clínicas: difusa e limitada.

publicidade:

Essa doença faz com que o organismo passe a produzir anticorpos que atacam as próprias células da pessoa afetada. O Doutor Mauro Luíz Cardoso explica no site emedix.uol, que a doença faz também com que haja alterações dos vasos sangüíneos, principalmente nos capilares, que levam a um déficit crônico de oxigênio e nutrientes nos tecidos.

Ultimamente diversos esquemas terapêuticos vêm sendo testados em pacientes, com resultados variáveis. Mas de modo geral, as drogas utilizadas no tratamento da ES podem ser divididas em anti-fibróticos, drogas vasoativas, imunossupressores e estimuladores da motilidade.

Características: Sistêmica: (mais grave)

  • Difusa
  • Limitada (CREST)
  • Overlap ou síndrome de sobreposição (mais de uma doença)
  • Visceral (órgãos internos) pele + rígida em todos os locais / canal do esôfago que é elástico ele não se dilata mais ao alimento (tem disfagia: regurgitação do alimento)

Para entender melhor, acesse o site: http://emedix.uol.com.br/doe/reu012_1g_esclerosesist.php

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook