Doença Vulvovaginite

Doenças existem em todos os lugares do mundo, independente da população, em cada região só muda os tipos e causas das doenças. Existem doenças que são mais transmitidas de acordo com o tempo, como no inverno, por exemplo, período que é mais fácil de se contaminar por alguma doença, pois o frio faz com que todos andemos juntos em ambientes fechados, facilitando assim o contágio de pessoa pra pessoa. Algumas doenças são comuns em qualquer país, pois não dependem de clima ou de algo parecido, depende completamente dos hábitos de cada pessoa. Como por exemplo, as doenças sexualmente transmissíveis e as vulvovaginites em mulheres.

O que são vulvovaginites?

A vulvovaginite é uma doença que afeta o aparelho reprodutivo feminino. De acordo com estudos, essa doença pode estar associada as questões de sexualidade e suas relações, pois muitas mulheres possuem sintomas recorrentes de vulvovaginites nos órgãos genitais. Vulvovaginites nada mais são do que infecções causadas por fungos na região genital da mulher, que pode ter sido transmitida através do ato sexual ou através de má higiene pessoal.

Cerca de 75% das mulheres adultas já apresentaram vulvovaginite pelo menos uma vez na vida. Além disso, o caso de recorrência da doença também atinge cerca de 5% das mulheres. Dentre todos os grupos de fungos e bactérias que podem atingir as mulheres, o mais comum e frequente é o da Candida albicans, que é responsável pela Candidíase, que afeta milhares de mulheres todos os anos.

No caso de infecções recorrentes, em sua maioria só afetam mulheres que já tiveram pelo menos três ou mais vezes as vulvovaginites.

Sinais e Sintomas

Os sinais e sintomas da vulvovaginite irão depender de que tipo é a doença. Algumas causam ardência ao urinar, vermelhidão, coceira, corrimentos vaginais e até mesmo lesões nos órgãos genitais. Cada sinal e sintoma é característico de um tipo de vulvovaginite. Por exemplo, no caso da candidíase, a mulher tem presente o corrimento vaginal, que é bem característico da doença.

Tratamento

O tratamento também será de acordo com a vulvovaginite encontrada. Alguns necessitam da ingestão de medicamentos antibióticos para combater as bactérias. Outros necessitam de pomadas com aplicadores para que sejam administrados internamente da vagina. O tratamento correto, só o especialista ginecológico que irá saber. Por isso, frente alguma mudança e a alguns sinais e sintomas, procure um especialista.