Atualizado em: 15 setembro 2008

Doença Rubéola – Como tratar, Vacina, Transmissão, sintomas, síndrome

A Rubéola é uma doença causada por vírus que atingem adultos e crianças.

Assim como muitos vírus, este entra, este entra em nosso organismo através do nariz ou garganta. A doença pode durar de um a cinco dias, entretanto o vírus pode permanecer incubado por até três semanas.

Sintomas da rubéola

O sintoma clássico da rubéola inclui o aparecimento de manchas na face, as quais se espalham para o tronco e braços, e geralmente desaparecem depois de 3 dias. Outros sintomas podem incluir febre, gânglios linfáticos inchados, dor nas articulações, dor de cabeça e conjuntivite. Durante o período de incubação, que geralmente dura entre 2 a 3 semanas, a pessoa não apresenta sintomas mas pode transmitir a doença.

Tratamento da rubéola

Não há tratamento específico para casos de rubéola sem complicações, nos quais os pacientes recobram-se com descanso e tratamento de apoio.

Complicações da rubéola

Complicações decorrentes da rubéola são relativamente raras. A infecção de rubéola é geralmente moderada, sendo que o principal objetivo da imunização contra rubéola é evitar a síndrome da rubéola congênita.

O que é a síndrome da rubéola congênita

Rubéola pode causar síndrome da rubéola congênita em recém-nascidos. Essa síndrome segue-se a uma infecção intrauterina pelo vírus da rubéola e inclui defeitos cardíacos, cerebrais, oftálmicos e da audição. A síndrome da rubéola congênita também pode causar parto prematuro, pouco peso no recém-nascido, trombocitopenia neonatal, anemia e hepatite.

Prevenção da rubéola

A infecção por rubéola pode ser prevenida por vacinação. A Organização Mundial da Saúde recomenda dar a primeira dose entre 12 e 18 meses de idade e a segunda com 36 meses de idade.


Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook