Atualizado em: 25 outubro 2012

Distúrbios Alimentares Comuns na Infância e na Adolescência

Fique por dentro de alguns dos principais Distúrbios Alimentares, que são comuns durante a fase na infância e da adolescência dos seres humanos, e veja como cada uma delas acaba afetando!
Você Sabia?
Há um disturbio chamado Sitofobia que vem do grego "sitós" que é a mesma coisa de ter medo irracional mórbido em se alimentar! É muito confundido com a Bulimia.

Em sua maioria, os Distúrbios Alimentares Comuns na Infância e na Adolescência são caracterizados pela recusa de comer, o desinteresse e a perca de apetite. (Divulgação)

A educação alimentar deve acontecer sempre na vida de nossos filhos, desde o primeiro momento, eles devem ter em sua alimentação muitas verduras, frutas, legumes, dando sempre espaço para coisas saudáveis e evitando condimentos como refrigerantes, salgadinhos, frituras e gorduras. Isso porque, até  os 05 anos a criança está em fase de formação.

Isso porque, até  os 05 anos a criança está em fase de formação! Nessa fase devemos apresentar a ela tudo o que é de mais saudável e fazer com que a mesma desenvolva gosto por aquilo. Assim, quando maior, os problemas com alimentação não serão presentes em sua vida, e a obesidade, dentre os fatores de risco também será eliminado.

publicidade:

Distúrbios Comuns

Transtorno de alimentação da primeira infância é uma dificuldade em boa alimentação que leva a falha da ingestão de nutrientes pelo corpo, fazendo assim com que o seu filho não consiga ganhar peso. Acontece com crianças menores de seis anos de idade.

Ainda há outro distúrbio conhecido como Pica (transtorno) que é quando a criança ingere substancias que não são alimento propriamente dito, afetando assim o seu desenvolvimento infantil. Dentre os mais ingeridos são: barro, terra, cabelo, cinzas de cigarro, alimentos cruz e também fezes de animal. Atrasos mentais e retardo configuram essa possibilidade, além de histórico familiar.

Outros Distúrbios

Transtorno de ruminação: episódios seguidos de regurgitação que ainda não se consegue achar explicação médica. Temos como consequência a desnutrição, perda do peso, desidratação e possivelmente a morte.
Anorexia nervosa (AN): geralmente levadas a uma perturbação com sua imagem corporal, tudo devido a imposição do que é bonito e belo. Geralmente acontece com jovens mulheres que evitam comer, causando defeitos em seu organismo pela falta de nutrientes, podendo te levar a graves quadros de desidratação, anemia, entre outros.
Bulimia nervosa (BN): rara antes dos 12 anos de idade. Também ocasionando problemas com a imagem, a mulher passa a comer compulsivamente e depois, como se aquilo pesasse em sua cabeça, a mesma provoca a própria regurgitação. Sintomas como frustração, tristeza, ansiedade, solidão e tédio são definidos nessa fase.
Síndromes atípicas ou parciais de AN e BN: trata-se de um transtorno onde não se consegue especificar. Geralmente, é uma mistura de ambos relatados acima. São exemplos os pacientes de AN que ainda não possuem baixo peso. É importante seu diagnóstico precoce.
TCAP: trata-se da compulsão alimentar, mas sem a necessidade de colocá-la para fora como presente na BN. Geralmente, são pacientes obesos. O tratamento envolve uma função dietética e acompanhamento psicológico.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook