Atualizado em: 16 dezembro 2010

Dieta Indice Glicemico

Com o verão as portas, todos querem ficar belos para a temporada – até porque, não existe melhor época do ano para azarar e usar pouca roupa nas praias e clubes. A partir de novembro, as academias começam a super-lotar de pessoas em busca das formas perfeitas. Muitos se inspiram em alguem para atingir a meta.

publicidade:

Além de muita malhação é importante levar uma alimentação balanceada.

No dia-a-dia, alterne diversos alimentos no café da manhã, como uma fatia de pão integral ou inhame ou mandioca (fontes de carboidrato); uma fatia média de queijo de cabra ou branco, e uma xícara de leite desnatado com achocolatado diet.

No lanche do intervalo até a próxima refeição, come uma fatia de melão ou maçã, ou abacaxi, ou melancia.

No almoço, vai de uma salada de folhas temperada com doses moderadas de gersal (mistura de gergelim tostado com sal), azeite, limão, vinagre balsâmico, castanha-do-pará e nozes raspadinhas; uma porção de carne magra cozida, grelhada ou assada; três colheres de arroz integral ou uma xícara de macarrão integral. Feijão, só uma concha 2 vezes por semana.

Pela tarde, prepara um sanduíche light de pão integral com peito de peru e queijo light ou toma um iogurte com banana e granola ou nozes.

No jantar,manda um prato fundo de sopa de legumes com frango desfiado e um pouco de massa integral.

Porém, se você preferir, você pode também seguir a dieta da moda que atende por DIG ou Dieta do Índice Glicêmico.

A idéia da dieta é caprichar no consumo de carboidratos ‘do bem’ e deixar de lado os ‘do mal’ para emagrecer até 2 kg por semana e afinar as áreas que mais preocupam as mulheres – abdômen e culote. Curiosa?

Segundo o blog M de mulher da editora Abril, o índice glicêmico indica a velocidade com que os carboidratos são digeridos e transformados em açúcar”, explica Regina Sarmento. “Quando o nível de açúcar se eleva excessivamente, o organismo cria uma tendência para armazenar gordura, favorecendo assim o aumento de peso”, completa. No cardápio, só entram alimentos com IG baixo. Seguindo o programa por um mês, dá para mandar embora até 4 kg.

Confira a lista de alimentos

O que pode
· Frutas: Abacate, ameixa vermelha, carambola, cereja, damasco fresco ou seco, figo, goiaba, laranja, maçã, pêra, pêssego, tangerina.
· Vegetais e verduras: Abobrinha, acelga, agrião, aipo, alface, alho, alho-poró, almeirão, aspargo, azedinha, azeitona, berinjela, bertalha, brócolis, broto de alfafa, broto de bambu, caruru, cebola, cebolinha, cenoura crua, chicória, coentro, cogumelo, couve, couve-flor, endívia, ervilha em vagem, espinafre, jiló, maxixe, mostarda, nabo, nabo japonês, palmito, pepino, pimentão, quiabo, rabanete, repolho, rúcula, salsa, serralha, taioba, tomate e vagem.
· Grãos: Feijão, lentilha, ervilha, grão-de-bico.
· Carnes: Dê preferência às mais magras, como peixes e frangos.
· Leites e derivados desnatados
· Oleaginosas
· Prefira adoçantes naturais de frutose ou stévia.

O que não pode
· Farinhas refinadas: Macarrão, pão, panqueca, bolos, bolachas, etc.
· Açúcares, inclusive os saudáveis como mel, mascavo, melado.
· Amidos como arroz (o integral é liberado), batata e milho.
· Algumas frutas: Abacaxi, banana, mamão, manga, melancia, melão, uva passa, caqui, uva, fruta-do-conde, kiwi, morango.
· Adoçantes artificiais à base de sacarina, ciclamato, acessulfame-k ou aspartame.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook