Atualizado em: 29 agosto 2011

29 de Agosto, Dia Nacional de Combate ao Fumo

O Dia nacional de combate ao fumo vem para conscientizar a população por meio de ações sociais e programas que evitem que o índice de mortalidade por tabagismo cresça.

Segundo dados do Ministério da Saúde, cerca de 5 milhões de pessoas morrem por ano (200 mil no Brasil) por doenças decorrentes do tabagismo. Embora seja um vício “permitido”, o governo brasileiro luta fortemente contra esse hábito que leva muitas pessoas à morte. A luta acontece através de ações sociais de conscientização e com medidas mais fortes como aumento na carga tributária dos cigarros e a proibição do fumo em ambientes fechados.

Para quem possui o vício há muito tempo, o pensamento já caminha para o “parar”. Em outras situações, como o início do fumo, já se mostra mais controlado em vista do aumento do preço e do acesso reduzido. Muitos fumantes se mostram irritados com essas medidas, mas é preciso ser visto que tudo isso só tem um lado bom, que é o incentivo a deixar um vício que traz tantos malifícios.

publicidade:

Tabagismo

O tabagismo é um fator de risco responsável por levar diversas doenças para o organismo, sejam elas respiratórias, cardíacas, circulatórias, entre outras. Você já percebeu que sempre que alguém está doente, o fator que sempre está presente é o tabagismo? Muitos tabagistas sabem todos os malefícios que o cigarro traz a sua saúde, mas falta força de vontade muitas vezes.

A maioria acaba fumando por não sentir problemas ainda decorrentes do cigarro, mas diferentemente de uma doença aguda, o cigarro vai comprometendo todos os sistemas do corpo aos poucos, sendo muitas vezes de um tratamento irreversível futuramente ao descobrir alguma doença decorrente do tabagismo.
O cigarro contém mais de 4.700 substâncias tóxicas, sendo os mais nocivos: Alcatrão (6mg) e monóxido de carbono (8mg), além de outros como acetona, naftalina, etc. Dentre todas as substâncias está a nicotina, substância essa que causa dependência física ou psíquica, o que leva a dificuldade de parar de fumar.

Parando de Fumar e Preservando a Saúde

Quando se pergunta para um fumante se ele já tentou parar de fumar, a maioria diz que ‘sim’, mas que não conseguiu por ser muito difícil. Sim, é realmente difícil parar de fumar, mas mais difícil que isso, é lutar contra uma doença irreversível e crônica, que irá deixar o organismo extremamente debilitado e tornar o fumante uma pessoa incapacitada de realizar coisas básicas do dia a dia.

Por mais que a conscientização pareça fácil, na prática é extremamente difícil e definitivamente ninguém gosta de ouvir que está fazendo algo errado. Fatores assim acabam tornando mais difícil o abandono do vício. As pessoas devem parar por elas mesmo, ter amor a sua vida e preocupação com o futuro de sua saúde. Quem parou de fumar garante que foi a melhor coisa que fez na sua vida. Não alimente uma indústria que se alimenta da sua saúde. Converse com um profissional da saúde e não tenha vergonha de pedir ajuda. Tire a sua saúde do lixo e jogue o maço dentro dele.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook