Atualizado em: 2 abril 2013

Depressão de Crianças - Sintomas e Tratamento

O Transtorno Depressivo Infantil é um transtorno do humor capaz de comprometer o desenvolvimento da criança ou do adolescente.
Você Sabia?
Que a depressão é usada com grande liberdade. Basta um pequeno problema, uma desfeita, um desencontro emocional, um prejuízo financeiro, para nos declararmos deprimidos.
depre

Crianças e adolescentes também podem sofrer de depressão

A depressão já virou uma palavra comum, e é usada em várias ocasiões. Basta alguém ficar triste por causa do trabalho, vida amorosa ou familiar que alguém diz que está em depressão, o que é um erro.

Depressão é algo grave, se não é bem tratada interfere na vida das pessoas, e por isso é tão preocupante como ela vem crescendo e já há pesquisas que mostram que em poucos anos ela será a doença mais comum. Quando se é adulto é mais fácil percebê-la, a própria pessoa percebe que há algo de errado com ela assim como a família.

publicidade:

Depressão Infantil – Sintomas e Tratamento

A criança ainda está em formação e tem dificuldades para nomear o que sente, por isso precisa da ajuda de um adulto. Assim elas têm tendência em somar o sofrimento e começa a se queixar de problemas físicos que são mais fáceis de descrever que sentimentos. Algumas características podem mostrar que ela está em depressão. Primeiro é ela se retrair, se sente insegura e aquele desejo natural de criança de explorar tudo ao seu redor desaparece. Quando ela está muito quieta, parada, com medo de ficar longe de quem tem mais afeto como pai ou a mãe, é preciso ficar atento.

Um sintoma importante que deve ser observado é o sono que muda bastante em criança com depressão, ou ela tem dificuldade em dormir ou dorme demais. Passa a ter desinteresse na escola, e até a escolha dos alimentos passa a ser diferente. Fisicamente uma criança com depressão, reclama de dores de cabeça e barriga. Os pais podem achar que não é nada, mais precisam observar os sintomas psicológicos.

O melhor tratamento é a psicoterapia e a orientação dos pais. São raros os casos em que é necessário o uso de medicação. A depressão pode ter fatores genéticos ou devido a mudanças no ambiente em que a criança convive.

Informação

No caso da criança é mais complicado, e a depressão infantil tem se tornando comum. Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), o diagnostico nos últimos dez anos cresceu de 4,5 para 8% em crianças de 6 a 12 anos. Nos pequenos a depressão é vista pelas próprias crianças como algo natural, como se fosse da sua personalidade. Eles se calam, se retraem, e os pais demoram a perceber que o filho precisa de ajuda.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook